Many factors interview in the changes in Brazilian Real Estate. Important factor was the Enterprises of sector make IPO in Stock Market of São Paulo (BOVESPA). This action make profound change in the operation of Real Estate market resulting in the new situation of the lever the owner Capital enterprise disposable a large capital for operation with a more capacity in the market comparable to the past, this new base result of more capacity of investments on production a no compromises with debit in short time.

After Bank Reform of 1966 occurs a new process of operating financial Real Estate production and result a Boom in the decade of 70. In the decade 80 e 90 occur great fall of investments in the sector. New conjuncture in Macroeconomic create a favorable conduction for grow a Real Estate in Twenty century. The monetary stability with new international scenery possibility a rethink the origin of the financing for expand for many sectors out side the market. These processes make a little revolution in the traditional Brazilian Real Estate. In the last five years the real Estate Capital change your traditional operating an make new put in action for operate the commercializing and the traditional division of market, where the enterprises acting totally different of the past. These processes occur in all middle cities in the country, and greatest companies expand the actuations to the middle cities. We are interesting to analyze how the changing the relations in local market of middle cities, in the moment of greatest companies going to put your capital for production in the local market. The case of Campos dos Goitacazes is the object for available this process in typical middle city.

Vários fatores têm interferido nas atuais mudanças da estrutura do mercado imobiliário brasileiro. Um deles foi a entrada das Construtoras e Incorporadoras na Bolsa de Valores BOVESPA desde 2006 tem ocorrido uma profunda mudança não só na estrutura interna de funcionamento das empresas pela sub-alvancagem(Capital próprio das empresas) isto significou uma mudança onde as maiores empresas passaram a ter uma folga de capitais próprios em relação as dívidas a curto prazo.

O aporte de capitais a partir da abertura dos IPOs (Ações na bolsa) provocou um aumento do aporte de capitais nas empresas imobiliárias alterando o histórico de capitalização e captação de recursos, resultante dos financiamentos bancários tradicionais após a reforma bancária de 1966 e do Boom imobiliário dos anos 70. Por outro lado a estabilidade monetária dentro do atual quadro conjuntural da economia brasileira abriu uma nova fonte de financiamentos voltados para o setor imobiliário a juros baixos. Através de uma conjuntura econômica favorável e novas fontes de recursos para a produção imobiliária têm-se produzido uma pequena revolução num setor tradicional do capital produtivo. Assim nos últimos cinco anos podemos observar que tendência de modernização do capital imobiliário que tem provocado algumas alterações na forma tradicional e histórica de operar das construtoras principalmente nas cidades de grande e médio porte.