The town of Mairiporã is settled in the far north of the metropolitan region of São Paulo, It counts on a great environmental heritage, important for the maintenance of the remaining forests and water supply throughout the region. The study of this municipality urban structure indicates that the current planning phase is part of a broader context of changes involving the dispersed urban metropolitan tissue. The urbanization shows an urban fabric with territorial discontinuity (policentrality, instead of a single core), and popular deconcentration (favoured by the local topography, the land and road structure being formed since the 1970s). For better understanding of this type of dispersed urbanization, an exploratory research it was conducted with focus on the year 2006 and its results (the sqm of land value) organized in a map of “Territorial Division of Geografic Characteristics”. The analysis of this map and other data enabled the assessing of the variables of urban land price in the municipality. It also showed how the territorial segregation happened "by social types of places" in this kind of urbanization, besides it facilitaties the understanding of urban ongoing process as a whole.

A cidade de Mairiporã, no extremo norte da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), dispõe de grande patrimônio ambiental, importante para a manutenção dos remanescentes florestais e abastecimento de água de toda a região. O estudo da estrutura urbana deste município indica que sua atual fase urbanística é parte de um amplo contexto de mudanças que envolvem a dispersão da mancha urbana metropolitana. A urbanização mostra a descontinuidade do tecido urbano no território (policentralidade, em detrimento de um único núcleo central) e desconcentração popular (favorecida no contexto municipal pela topografia local, estrutura viária e fundiária em formação desde a década de 1970). Para melhor entendimento desse tipo de urbanização, chamada dispersa, foi realizada, em 2006, uma pesquisa exploratória e seus resultados (o valor médio do m2 da terra) dispostos na base “Divisão Territorial em Função das Características Geográficas”. A análise desta carta e demais dados do Município possibilitou aquilatar as variáveis de composição do preço da terra urbana no Município. Também evidenciou como se efetiva a segregação espacial "por sítio social" neste tipo de urbanização, além de facilitar o entendimento do processo urbanístico como um todo.