The news works of marginal Tietê, to accommodate increased traffic, by reason of actual intervention are still causing great polemics in technical means and political-cite, as an example, issues such as: the environmental consequences that would be caused, possible imbalance in the relationship cost-benefit, project technical suitability and especially, the lack of transparency regarding their account on studies of urban planning. Thus, the question remains: would be valid qualify this work as emergency solution? This work brings into discussion actions for the extension of Marginal Tietê. So, initially, understand the reasons for its justification, in particular, the several factors of saturation highway. The boom along the main roads that access São Paulo city means major factors of frequent congestion situation in Marginal Tietê. Displacement industrial plants of central areas of the city for the roads, induced by restructuring productive in recent decades, as also to proliferation of residential condominiums in cities that using these roads, submits this fact. This work, also, develops the plan of discussions, placing of approaches for effective environmental impacts, even when referring to a process already consolidated, and its real consequences of urban environmental balance in the region in question. It is concluded with like boom induced phenomenon of suburbanization around the roads of access to São Paulo city, and the importance of Marginal Pinheiros and Tietê, to sustain this urban structure that has already several years.

As obras de inclusão de faixas ao longo das marginais do Tietê, visando acomodar o aumento do tráfego, em razão do porte da intervenção, vêm ainda causando grandes polêmicas nos meios técnicos e políticos, podendo-se citar, como exemplo, questões como: as conseqüências ambientais que estariam sendo causadas ao longo de suas várzeas, possível desequilíbrio na relação custo-beneficio da intervenção, adequabilidade técnica do projeto e principalmente, a pouca transparência quanto à sua consideração em estudos de planejamento urbano. Assim, persiste a questão: mesmo frente ao crescimento vertiginoso da cidade, seria valido qualificar tal obra como solução emergencial? Este trabalho coloca em discussão o peso das ações empreendidas para o alargamento das marginais do Tietê, frente às questões acima colocadas. Para tanto, inicialmente, busca entender as razões que levaram à sua justificativa, dentre elas e em especial, a saturação viária que é função de diversos fatores, a maioria complexos. A expansão do mercado imobiliário ao longo das principais rodovias que acessam a cidade de São Paulo tem se colocado como um dos grandes fatores que vem agravando a situação dos freqüentes congestionamentos na chegada das rodovias, em seu entroncamento nas Marginais do Tietê. Alega-se o fato ao deslocamento de plantas industriais das áreas centrais da cidade para as rodovias, fenômeno este induzido pela reestruturação produtiva marcante nas últimas décadas, como também, à proliferação de condomínios residenciais nas cidades que se utilizam destas rodovias, em função da melhoria do poder aquisitivo das populações residentes nestas cidades e das dificuldades em morar nas regiões mais centrais de São Paulo. Segue-se no desenvolver do trabalho, dando continuidade ao plano de discussões, a colocação de abordagens relativas aos impactos ambientais efetivos da obra, mesmo que se referindo a um processo viário já consolidado, como também, às suas reais conseqüências, diante do equilíbrio ambiental urbano na região em questão. Conclui-se o trabalho com considerações sobre a expansão do mercado imobiliário induzido pelo fenômeno de suburbanização em torno das rodovias de acesso à cidade de São Paulo e a importância das Marginais do Pinheiros e Tietê, para sustentar esta estrutura urbana que vem se consolidando, já faz alguns anos.