In a new development of Real Estate, business partnerships developers occur, mainly, to share risks and funding structure. After this step, the management of enterprise implementation is done in conjunction with partners that each one usually assumes part of the management service.

In last years, after the public offering of shares of companies operating in the real estate industry in the stock exchange in Sao Paulo, oil majors (SOEs) have formed partnerships with smaller companies (private companies) in search of deals on real estate to promote their business, their profits and therefore the appreciation of their roles.

After this time, private partners of public enterprises in the sector of real estate are suffering impacts on their management influenced by the model conceptualized by transparent corporate governance imposed by the market for publicly traded companies.

In this context, this article aims to, in the view of management, show the impact that can be disclosed for the private company when it develops a real estate development with a public company.

The impacts of management focus specifically on the internal processes of private enterprise focusing on the formal aspects of decision process and the vision on the results of operations management for the deployment of real estate.

The conclusions of this article shall be protected in a case study and its results will be grounded in routines performed by the private company after the formation of partnership, comparing them to the table prior to this occurrence.

Em um empreendimento de Real Estate, as parcerias entre empresas incorporadoras ocorrem, principalmente, para dividir riscos e estruturar funding. Após esta etapa, a gestão de implantação do empreendimento é feita de maneira conjugada entre parceiros em que cada um, geralmente, assume uma parte do serviço de gestão.

Nos últimos anos, após a oferta pública de ações de empresas atuantes no setor de real estate na bolsa de valores de São Paulo, grandes empresas do setor (empresas públicas) formaram parcerias com empresas menores (empresas privadas) em busca de negócios em real estate para fomentar seus negócios, seus lucros e, por conseguinte, a valorização de seus papéis.

Passado este momento, empresas privadas parceiras de empresas públicas do setor de real estate estão sofrendo impactos em sua gestão influenciados pelo modelo transparente conceituado por governança corporativa imposto pelo mercado às empresas de capital aberto.

Neste contexto, este artigo tem o intuito de, sob o ponto de vista da gestão, mostrar os e impactos que podem ser evidenciados para a empresa privada quando esta desenvolve um empreendimento imobiliário com uma empresa pública.

Os impactos de gestão se concentram especificamente nos processos internos da empresa privada focando os aspectos de formalização no processo decisório e a visão sobre os resultados das operações de administração de implantação de empreendimentos imobiliários.

As conclusões deste artigo estarão amparadas em um estudo de caso, e seus resultados estarão embasados em algumas rotinas realizadas pela empresa privada após a formação da parceria, comparando-as com o quadro anterior à ocorrência desta.