The great cities of nowadays depict the trajectory of economic and social development adopted in many countries based on use of new technologies and the growth unconcerned about the consequences for the environment. Sustainable development ensures that present needs are met without compromising the ability of future generations to meet the needs of his time. The practice of architecture according to these principles is called Sustainable Architecture. To achieve sustainable development, it is necessary to seek a balance between what is socially desirable, economically viable and environmentally sustainable, forming a tripod that involves the social, economic and environmental sustainability. In this way, the main of this work is to propose eco-efficient and innovative solutions for sustainable architecture projects, designed for the social housing in the state of Rio Grande do Sul/Brazil, starting from the customization of projects considering the local environmental conditions and eco-efficient materials available in the region of the research. The project based on sustainable architecture comprises the building as part of habitat alive, closely linked to its site of design, society, climate, region and planet. Undertakes to disseminate ways to build with less environmental impact and increased social benefits, without, however, be uneconomical. The development of an architecture project in the search for greater sustainability must consider the entire lifecycle of the building, including its use, maintenance and recycling or demolition. The way to achieve sustainability is not unique and has no revenue, but depends on the knowledge and creativity of each party involved. Therefore, the sustainable project is considered interdisciplinary and has more extensive premises, ensuring more careful with the proposed solutions from environmental, social, cultural and economic point of view.

As grandes cidades da atualidade retratam bem o caminho do desenvolvimento econômico e social adotado em muitos países baseado no emprego de novas tecnologias e com o crescimento despreocupado com as consequências para o meio. O desenvolvimento sustentável assegura que as necessidades presentes sejam supridas sem comprometerem a possibilidade de futuras gerações satisfazerem as necessidades de seu tempo. A prática da arquitetura segundo esses princípios é denominada Arquitetura Sustentável. Para se alcançar o desenvolvimento sustentável, é necessário que se busque um equilíbrio entre o que é socialmente desejável, economicamente viável e ecologicamente sustentável, formando um tripé que engloba as esferas social, econômica e ambiental que levam à sustentabilidade. Desta forma, o objetivo deste trabalho é propor soluções ecoeficientes e inovadoras para projetos de arquitetura sustentável, destinados as habitações de interesse social do estado do Rio Grande do Sul/Brasil, partindo da customização de projetos considerando as condições ambientais locais e materiais ecoeficientes disponíveis na região. O projeto de arquitetura sustentável compreende o edifício como parte do habitat vivo, estreitamente ligado ao seu local de concepção, à sociedade, ao clima, a região e ao planeta. Se compromete a difundir maneiras de construir com menor impacto ambiental e maiores ganhos sociais, sem, contudo, ser inviável economicamente. A elaboração de um projeto de arquitetura na busca por uma maior sustentabilidade deve considerar todo o ciclo de vida da edificação, incluindo seu uso, manutenção e sua reciclagem ou demolição. O caminho para a sustentabilidade não é único e muito menos possui receitas, e sim depende do conhecimento e da criatividade de cada parte envolvida. Por isso, o projeto sustentável é considerado interdisciplinar e possui premissas mais abrangentes, garantindo um maior cuidado com as soluções propostas tanto do ponto de vista ambiental quanto dos aspectos sociais, culturais e econômicos.