So far, designers and builders work to deliver buildings taking for granted consequences of use and maintenance phases. Nowadays we live within a quest for building sustainability without proposing ways to achieve this goal. So, many inniciatives arise after Project has been physically started; other actions do not perfectly know what means this term not even must be its phase where one has to act more effectively. Unfortunately, the phase where one must devote more attention towards performance is Project’s. This work aims to enlarge design phocus for use and maintenance phases that is signalized by some researches that consider global cost as a new concept, that is, a cost analysis based on building life cycle. From design conceptualization this work do an information analysis related to design process management and indicates its pertinence and relevance to achieve building operating costs reduction at same time that meets relevant economy on natural resources itens, especially in relation to water and energy consumption. It is possible to achieve when the phocus is design quality and building performance concepts. Within global costs value, usage and maintenance represent around eighty percent of this total and only design actions could lead to major convencional buildings costs reductions, although implying on minor increase on initial costs (for building and constructing). As a result, it is possible to subsidize a more effective strategy on the quest for sustainability betterment for buildings.

Até a presente data, projetistas e construtores trabalham para entregar edificações dando pouca ou nenhuma ênfase nas conseqüências para a fase de uso e manutenção. Atualmente se vive dentro de uma busca por sustentabilidade nas edificações sem, no entanto, propor modos de se atingir este objetivo. Com isto, muitas iniciativas ocorrem após o empreendimento já ter se iniciado fisicamente; outras desconhecem perfeitamente o que vem a ser este termo, nem como onde deve ser a fase deste empreendimento que se deve atuar com maior ênfase. Infelizmente, a fase onde se deve dar mais atenção ao desempenho da edificação é a do projeto. Este trabalho objetiva a ampliação do foco do projeto para a fase de uso e manutenção, que se sinaliza por algumas pesquisas que consideram um novo conceito do custo global da edificação, ou seja, uma análise de custo baseada no ciclo de vida da edificação. Partindo da conceituação de projeto, o trabalho faz uma análise de informações relativas a gestão do processo de projeto indicando sua pertinência e relevância para se atingir valores mais reduzidos de custo global da edificação ao mesmo tempo que satisfaz relevantes itens de economia de recursos naturais, especialmente no tocante ao consumo de água e energia. Consegue-se este objetivo quando se foca nos conceitos de qualidade do projeto e de desempenho da edificação. Dentro do valor do custo global, o uso e manutenção representam cerca de 80% deste total e que somente as ações projetuais podem levar à maior redução das construções convencionais para estes valores, embora impliquem num pequeno aumento em custos iniciais (de projeto e construção). Como resultado se pode subsidiar uma estratégia de maior efetividade na busca da melhoria da sustentabilidade para edifícios. Enfatizar e subsidiar a gestão do processo de projeto para a melhoria da sustentabilidade das edificações.