This text deals with the application of Neighborhood Impact Studies (Estudo de Impacto de Vizinhança - EIV) in planning and design of multifunctional complexes. The City Statute (Estatuto da Cidade) definedthe EIV as a tool for prevention and control of enterprise implementation aiming to preserve population’squality of life, improving cities through democratic and permanent methods of interaction with citizens. The preparation of the EIV involves analysis related to social, economic and environmental issues as population density, lands use and occupation, urban and community facilities, real estate valuation, traffic generation and public transport demand, urban landscape and cultural heritage, ventilation and lighting, aswell as evaluating of society’s needs and aspirations, in particular of the project’s vicinity, among others.Reflecting on the mentioned aspects, a regard toward EIVs origin and evolution is made, also presenting a comparative analysis of shopping centers EIVs located in urban centers with distinct environmental, economic and social characteristics, relating similarities and differences of design process and implementation of selected projects. Based on the thematic studies and analytical research of laws relative to EIVs selected urban centers, relevant aspects of its preparation and some guidelines for thisinstrument’s use are presented in order to support feasibility analysis, planning, and design of largecomplexes, aimed to achieve the main objectives and the various actors’ expectations: entrepreneurs,investors, designers, users, and neighborhood. At the end a question emerges: how the EIVs will interfere in this type of enterprise’s future locations?

Este texto trata da aplicação dos Estudos de Impacto de Vizinhança (EIV) no planejamento e projeto de complexos multifuncionais. O Estatuto das Cidades definiu o EIV como instrumento de prevenção e controle para instalação de empreendimentos objetivando a preservação da qualidade de vida da população, visando a melhoria das cidades através de métodos permanentes e democráticos de interação com os seus cidadãos. A elaboração do EIV envolve a análise de questões relacionadas a aspectos sociais, econômicos e ambientais como o adensamento populacional, o uso e ocupação do solo, os equipamentos urbanos e comunitários, a valorização imobiliária, a geração de tráfego e a demanda por transportes públicos, a paisagem urbana e o patrimônio cultural, a ventilação e iluminação, bem como a avaliação das necessidades e aspirações da sociedade, em particular da vizinhança do empreendimento, dentre outros. Refletindo sobre os aspectos citados, é abordado o EIV em relação a sua origem e evolução, apresentando em seguida uma análise comparativa de EIVs de shopping centers localizados em centros urbanos distintos com características ambientais, econômicas e sociais díspares, relacionando similaridades e disparidades do processo de projeto e implantação dos empreendimentos selecionados. Fundamentado em estudos da temática e na pesquisa analítica das legislações relativas aos EIVs dos centros urbanos selecionados, ao final são apresentados aspectos relevantes da elaboração dos mesmos e algumas diretrizes para utilização deste instrumento como apoio à análise de viabilidade, planejamento, e elaboração de projetos de complexos de grande porte, visando atingir os principais objetivos e expectativas dos diversos atores: empreendedores, investidores, projetistas, usuários e vizinhança. Ao final emerge uma questão: de que forma os EIVs interferirão nas futuras localizações desse tipo de empreendimento?