The final implementation costs of a product are strongly committed still in the early design. The CUG (Geometric Unit Cost) is a modeling methodology based on statistical analysis of previous experiences, developed specifically for the early design of real estate products. Cost estimating by a CUG model is accurate, ragile and traceable delivering to the developer risk reduction, competitiveness and power of action in search of a solution that optimizes the relation cost of execution / sale price.

The trouble putting this methodology into practice is the number of reference designs needed to ensure the basic assumption of non micronumerosity model, which is a function of the number of explanatory variables adopted. Such requirement restricts the ability to develop such models to large developers. An alternative, however, is the collaboration between different enterprises for the development of a collective model. Crowdsourcing is a production model based on collaboration that uses the collective intelligence and expertise to solve problems, create content, develop technology or generate information flow. This is a new and growing tool for innovation that has the potential to solve the chronic problem of low accuracy in estimating cost in early design of real estate products.

In this paper we present the methodology CUG and its applicability in real estate development with a focus on traceability and the consequent power of action on projects. The cooperative principle is presented too as a solution for the development of models able to include in estimates costs resulting from recent demands as the new brasilian standard of performance regulation and environmental certifications.

Os custos finais de execução de um produto são fortemente comprometidos ainda nas primeiras fases do projeto. A modelagem CUG (Custo Unitário Geométrico) é uma metodologia baseada no tratamento estatístico de experiências prévias, desenvolvida especificamente para a fase inicial do desenvolvimento de produtos imobiliários. As estimativas de custo por meio de um modelo CUG são precisas, ágeis e rastreáveis, entregando para o incorporador redução de risco, competitividade e poder de ação sobre o projeto na busca de uma solução que otimize a relação custo de execução / preço de venda.

A dificuldade para colocar essa metodologia em prática é a quantidade de projetos de referência necessários para garantir o pressuposto básico de não micronumerosidade do modelo, que é função da quantidade de variáveis explicativas adotadas. Tal exigência acaba por restringir a capacidade de desenvolver modelos desse tipo às grandes incorporadoras. Uma alternativa, porém, é a colaboração entre diversas incorporadoras para o desenvolvimento de um modelo coletivo. O crowdsourcing é um modelo de produção baseado na colaboração que utiliza a inteligência e os conhecimentos coletivos para resolver problemas, criar conteúdo, desenvolver tecnologia ou gerar fluxo de informação. Trata-se de uma nova e crescente ferramenta para a inovação que tem potencial para resolver o problema crônico da baixa precisão nas estimativas de custos preliminares de produtos imobiliários.

Nesse artigo apresentaremos a metodologia CUG e sua aplicabilidade na incorporação imobiliária com foco na rastreabilidade e no consequente poder de ação sobre os projetos. O princípio colaborativo também será apresentado como solução para o desenvolvimento de modelos capazes de incluir nas estimativas os custos resultantes de demandas recentes, como a nova norma de desempenho e as certificações ambientais