The civil construction industry has considerable differences compared to the processing industry, such as semihandmade character and manufacturing unique products. These peculiarities reduce the accuracy of their products and obstructs the achievement of quality. In addition, there is a delay of this industry from the aspect of quality and management. In this scenario, rework arises as a tool to repair nonconformance services. While it is possible to understand distinct variations, it is also common to all concepts that rework is to redo work due to nonconformance with requirements. It is importante to stress that the cost of rework has significant relevance compared to the contract value, which is ussually neglected during the preparation of the budget, generating a direct injury to the owner. Moreover, the construction managers tend to be more concerned with rework symptoms rather than rework real causes.

Taking into account the problem to which this article refers, this study investigated the main causes of rework in real estate developments of high standard in the city of Teresina-PI, through the application of qualitative-like questionnaires to construction managers. This article deals with the analytical relevance of the agents that triggered the rework process in constructions, not only in respect to lack of projects, planning and failures in the execution itself, but also on quality of the inputs (labor, equipment and construction materials). It was also observed that the majority of errors were noticed only in later stages to execution itself, what causes a rise of costs of up to 8% of the total value. In a number of cases, the mistakes compromised the deadline, delaying more than 14 months. These factors highlighted, once again, emerging failures in civil construction works: planning and disabled construction procedure.

A indústria da construção civil apresenta diferenças consideráveis em relação à indústria da transformação, como o caráter semiartesanal e a fabricação de produtos únicos. Essas peculiaridades reduzem o grau de precisão de seus produtos e dificultam a obtenção da qualidade. Somado a isso, há um atraso desta indústria sob o aspecto da qualidade e do gerenciamento. Nesse cenário, surge o retrabalho como uma ferramenta para reparar serviços não conformes. Embora compreenda variações distintas, é comum a todos os conceitos que o retrabalho consiste em refazer um serviço devido ao não atendimento de requisitos técnicos. Vale ressaltar que o custo deste retrabalho possui uma relevância significativa se comparado ao valor de contrato da obra, que, em geral, é negligenciado durante a fase de elaboração do orçamento, gerando um prejuízo direto ao proprietário da construtora. Além disso, os gestores de obras tendem a ter maior preocupação com os sintomas do retrabalho do que com suas reais causas.

Este estudo investigou as principais causas e consequências do retrabalho em empreendimentos imobiliários de alto padrão construtivo na cidade de Teresina-PI, através da aplicação de questionários de caráter qualitativo aos gestores dos canteiros de obras. O artigo aborda a relevância analítica dos agentes que desencadearam o processo do retrabalho em construções, não somente no que tange a deficiência de projetos, de planejamento e a falhas na própria execução, como também referente à qualidade dos insumos (mão-de-obra, equipamentos e materiais de construção). Observou-se que a maioria dos erros cometidos foram percebidos apenas em etapas posteriores à sua execução, o que acarretou elevação dos custos de até 8% do valor total da obra. Em algumas situações, os erros comprometeram o prazo de entrega do empreendimento, atrasando mais de 14 meses. Estes fatores realçaram, mais uma vez, as falhas emergentes em obras civis: planejamento e processo construtivo deficientes.