Urban Renewal Projects (URP) have a great relevance in public management and are currently the focus of international discussions and debates on how they should be planned and adjusted to the needs of a faster, more dynamic, and more integrated world, and also capable of providing a better quality of life for civil society. Studies and surveys are being carried out by the government to understand what changes need to be considered in a public management model to meet current audience and the society expectations for the city. Since the mid-90s, the public administration is undergoing a profound transition to a managerial model named Model of Excellence for Public Management (MEGP) created by the federal government. But the limitations of public companies, deficiencies in the management structure and the lack of internal capacity of public administration hinder the deployment of efficient fundamentals. Thus, this study aimed to assist in the implementation of MEGP fundamentals under the urban renewal projects, by proposing a project management structure based on proposals of project management PMBOK Guide _5a edition.

As a result, it was possible to recognize and organize a set of key actions to the development of urban revitalization projects, organized in three steps: (i) To organize the management levels by Urban scales; (ii) Sort the Process Groups of PRUs; and (iii) Plan and Implement the most relevant Knowledge Areas of PRUs these being: integration, scope, time, communication, quality and stakeholders.

This article is part of a more comprehensive and detailed survey of the dissertation presented at the Civil Engineering Graduate program at the USP Polytechnic School.

Os projetos de revitalização urbana (PRU) são atualmente foco de discussões internacionais sobre como devem ser ajustadas às necessidades de um mundo mais veloz, globalizado e capaz de proporcionar uma melhoria de qualidade de vida à sociedade civil, sendo considerado tema de grande relevância para a gestão pública.

Desde meados da década de 90, a gestão pública brasileira está passando por uma fase de transição para um modelo gerencial nomeado como Modelo de Excelência de Gestão Pública (MEGP) criado pelo governo federal. Porém, as limitações de uma empresa pública, as deficiências na estrutura gerencial e a falta de capacitação interna da administração pública prejudicam ou inibem a implementação dos fundamentos do modelo.

Deste modo, o presente trabalho teve por objetivo auxiliar na implementação dos fundamentos do MEGP, no âmbito dos projetos de revitalização urbana, através de recomendações para o gerenciamento de projetos com base nas proposições do Guia PMBOK _5a edição.

Como resultado, foi possível reconhecer e organizar um conjunto de ações fundamentais para o desenvolvimento de PRUs em três passos: (i) Organizar os Níveis de Gerenciamento por Escalas Urbanas; (ii) Organizar os Grupos de Processos dos PRUs; e (iii) Planejar e Implementar as Áreas de Conhecimento mais relevantes dos PRUs sendo estas: integração, escopo, tempo, comunicação, qualidade e partes interessadas.

O presente artigo é parte de uma pesquisa mais abrangente e detalhada da dissertação de mestrado apresentada no programa de Pós-Graduação de Engenharia Civil da Escola Politécnica da USP.