This paper is aimed at presenting the context of real estate backed securities (MBS, or CRI in the Portuguese acronym) in Brazilian debt market, its recent developments and a comparative analysis of spreads.

Previous authors have written about the underdevelopment of the Brazilian bond market. However, a deeper analysis of these structured debt securities can elucidate the reasons for its development and future growth prospects. Recent American experience is also briefly reviewed. Overall figures present the status of Brazilian debt market. Brazilian market offers conditions of growth of private debt market, albeit the existence of a strong public debt market.

In this paper, the author investigates the spread between real estate asset backed securities (CRIs), versus public debt (Treasury) and local debentures. Preliminary results indicate an opportunistic behavior of the market by grasping additional gains in times of economic adjustments.

In order to contribute for more widespread use of this type of structured debt issuance, the main recommendations of this paper are: (i) the fostering of a primary and secondary market by standardization of issuances; (ii) higher accessibility to CRIs detailed information in comparison to the current benchmark; (iii) lower minimum ticket requirements for buyers of these instruments; and (iv) the existence of a benchmark of long maturity and prefixed yield securities. Overall, there are good prospects for growth in private debt market especially for structured finance instruments.

Este trabalho busca apresentar o contexto do mercado brasileiro de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) como instrumento de dívida, desenvolvimentos recentes e uma análise comparativa de spreads desses títulos.

A literatura existente relata o subdesenvolvimento do mercado brasileiro de títulos de dívida privada. Entretanto, uma análise mais profunda dos títulos de dívida estruturada pode relacionar os motivos para seu relativo sucesso e perspectivas de crescimento. A experiência americana é brevemente descrita. Estatísticas sobre o mercado brasileiro de dívida são apresentadas. O mercado brasileiro de dívida oferece grandes oportunidades para o mercado de dívida privada, apesar da forte existência do mercado de dívida pública.

Neste trabalho, o autor investiga o spread entre os CRIs, títulos da dívida pública e as debêntures locais. Os resultados preliminares indicam um comportamento oportunístico de mercado ao se apropriar de ganhos adicionais em momentos de ajustes econômicos.

Com o objetivo de aprofundamento do conhecimento e do maior uso deste tipo de dívida estruturada, as principais recomendações deste trabalho são: (i) o incentivo ao mercado primário e secundário por meio de padronização das emissões; (ii) maior disponibilidade de informações detalhadas para comparação com benchmark de mercado; (iii) menor exigência de valor mínimo para compradores desses instrumentos; (iv) a existência de um benchmark de vencimento longo assim como de curva de juros pré-fixada de longo prazo. Em resumo, há boas perspectivas para crescimento no mercado de dívida privada, em especial para instrumentos de dívida estruturada.