The building construction industry in Brazil has been many times classified as traditional and conservative, and as a result, known to have lack of avidity for innovation and use of advanced management methods. However, many organizations have, among other initiatives, invested in the development of production and management processes, searching not only cost savings but also to achieve customer expectations, which has also become more demanding.

The purpose of this paper is to present the "state of the art" of this theme, based on referenced literature, exposing the different methods used for construction management in Brasil, relating also to the management theories, in order to justify the relevance of the subject.

It also intends to present the result of interviews with heads of construction and management companies , contributing to the understanding of how different management methods are applied in the current Brazilian industry and also suggest new research and studies in order to promote the continuous development of this important theme in the Brazilian market.

As a result of the applied research, it ́s noted that medium-sized construction companies tend to use a systematic management based on activities, and the most commonly used methods are PERT and CPM in Brazil and that there is practically no deeper knowledge and practice with different models of construction management.

Finally, it can be concluded that construction companies, particularly the Brazilian market still need to broaden their knowledge and practices of different construction management methods, since the concepts of different methods combined with specific contractual systems could define the success of construction projects

O setor de construção de edifícios no Brasil ainda possui características que o classificam como tradicional e conservador e como consequência, de baixa avidez para a implantação de inovações e utilização de métodos de gestão avançados. Apesar disso, muitas organizações têm, dentre outras iniciativas, buscado investir no desenvolvimento de processos produtivos e gerenciais, visando não só a redução de custos, mas também o atendimento às expectativas do cliente, que por sua vez também tem se diferenciado e se tornado cada vez mais exigente.

O objetivo do presente trabalho é apresentar de uma forma resumida o “estado da arte” deste tema combase na literatura referenciada, expondo alguns dos diferentes métodos possíveis de serem utilizados para a gestão das obras de novos empreendimentos, relacionando às teorias do gerenciamento.

Apresenta ainda dados de aplicações no atual mercado adquiridos por meio de entrevistas com dirigentes de empresas construtoras e gerenciadoras, buscando contribuir ao entendimento de como o tema é tratado atualmente no setor assim como sugerir novas pesquisas e estudos a fim de fomentar o contínuo desenvolvimento de métodos de gestão de obras de edifícios dentro do mercado brasileiro.

Como resultado da pesquisa dentro do universo considerado, foi possível sugerir que de uma forma geral as empresas de construção de edifícios de médio porte tendem a se utilizar de uma sistemática de gestão baseado em atividades, e os métodos mais utilizados são PERT e CPM e que não há praticamente aprofundamento e prática de diferentes modelos de gestão de obras.

Conclui-se que a Construção Civil, em especial o mercado brasileiro necessita ainda de ampliar seus conhecimentos e práticas de métodos de gestão de obra diferenciados, uma vez que conceitos diferenciados aliados a sistemas contratuais específicos poderiam definir o sucesso de projetos de construção.