Some researchers argue that most European cities are more denses due to the high use of public transport, and also because of high jobs concentrations in central areas. It was noticed that the distribution of transport infrastructure in these cities has created opportunities for spatial interaction, co-determining the activities location, resulting not only in changes in land uses, but in the modal choice of the inhabitants, which now use more public means of transportation. This study aims to examine the potential for re- development or urban regeneration of São Paulo Historic Center, through the bases of TOD (Transist Oriented Development) most current references; looking for real estate alternatives and new population profiles that can see the Center as "efficient location". For this reason it was reviewed the zoning maps of the area and public transport, pointing the areas of higher vacancies and housing patterns, to understand whether this region can fit within this transport project vision. It was found that several components that make up the Historic Center of São Paulo meet the main objectives of TOD, including the mix of uses, quality and accessibility of landscape connections and urban structure in favor to the pedestrian. Together, these factors clearly add value to land, because they make the environment ideal to good quality of neighborhood and housing for an average income; which could be considered in public-private partnerships and projects, in the promotion of an intense urban development around the stations.

Alguns pesquisadores afirmam que a maioria das cidades européias são mais densas em decorrência do alto uso de transporte público, e, também, por causa das altas concentrações de empregos nas áreas centrais. Percebeu-se que a distribuição das infra-estruturas de transporte nessas cidades criou oportunidades de interações espaciais, co-determinando a localização de atividades, resultando não só em alterações no uso do solo, mas na escolha modal dos habitantes desses espaços urbanos, que passaram a utilizar mais os meios públicos de locomoção. Esse trabalho tem por objetivo analisar o potencial de re- desenvolvimento, ou de revitalização urbana, do Centro Histórico de São Paulo, através das bases referenciais mais atuais do TOD (Transit Oriented Development); atentando, assim, para as alternativas imobiliárias que estão sendo buscadas pelos novos perfis populacionais, e que podem enxergar o Centro como “localidade eficiente”. Para isso, foi revisto o zoneamento da área e mapas de transportes públicos, pontuando-se as zonas de maiores vacâncias e padrões habitacionais, para entender se essa região pode se encaixar dentro desta visão de projeto de transporte. Verificou-se que diversos componentes urbanos que conformam o Centro Histórico de São Paulo atendem os principais objetivos-base do TOD, sejam eles, a mistura de usos, qualidade das conexões de acessibilidade e paisagem e estrutura urbana a favor do pedestre. Aproveitados, esses elementos claramente acrescentam valor ao solo adjacente, na medida em que tornam o entorno favorável à boa qualidade de vizinhança e adequação absoluta para a habitação de um perfil de renda médio, fato que poderia ser considerado em projetos e parcerias público-privada, na promoção de um intenso desenvolvimento urbano em torno das estações.