In recent (and numerous) cases analyzed for speculation in this article, the indices traditionally used to detect a high growth market and property prices. The aim of this study is to present complete index to determine the existence (or absence) of property speculation. Methodologically this study is characterized as descriptive and exploratory research conducted by field research and research ex post facto. As a foundation for the development of the complete index, the junction of several indices is considered, which shows the actual situation of the property market. The analysis of the index is based on its value: when it shows a value less than or equal to 100, indicates that the property market is considered normal and no record of high growth or speculation; while the index value is greater than 200, it indicates that the property market is under speculation. To check the operation of the index it was tested and confirmed in 101 municipalities of different countries, where property markets have different degrees of speculation.

Nos casos analisados neste artigo os índices tradicionais não foram capazes de demonstrar a existência de especulação ou somente detectaram um alto crescimento no mercado e nos preços imobiliários. Este estudo objetiva apresentar o Índice Completo da Especulação Imobiliária (IESI) para a determinação da existência de especulação imobiliária. Metodologicamente o presente estudo caracteriza-se como descritivo-exploratório realizado por meio de pesquisa de campo e investigação ex post facto. O desenvolvimento do IESI se fundamenta na junção de índices tradicionais que demonstram o comportamento de algumas variáveis do mercado imobiliário. A análise do IESI se baseia em seu valor: quando o valor é menor ou igual a 100, este indica que o mercado imobiliário analisado é normal e sem registro de alto crescimento ou especulação; se o valor do índice for igual ou superior a 200, ele indica que o mercado imobiliário está em fase de especulação. O funcionamento do índice foi testado e confirmado em 101 municípios cujos mercados imobiliários apresentaram diferentes graus de especulação.