Keywords Abstract
de Freitas Battisti, Juliane, Henrique Machado, Anariele Maria Minosso, Leandro Dorneles dos Santos, and Andreas Dittmar Weise. "A influência dos fatores econômicos nos alugueis residenciais: um estudo bibliométrico." In 17ª Conferência Internacional da LARES. The influence of economic factors on residential housing: a bibliometric study. São Paulo, 2017. aluguel; bibliometria; bibliometry; economic indicator; indicador econômico; mercado imobiliário; Real Estate Market; Rent

Nas ultimas décadas, o mercado imobiliário tem se apresentado de forma volátil quanto ao comportamento econômico, sendo que esta volatilidade acontece em funções de diversos fatores. Em razão disso, o acompanhamento do mercado é de suma importância para que seja possível apontar tendência de comportamento nos fatores que influenciam este mercado. Assim, o objetivo desta pesquisa foi realizar um estudo bibliométrico sobre as publicações cientificas mundiais que tratasse dos indicadores econômicos que influenciam os valores dos alugueis dos imóveis residenciais. A Metodologia de pesquisa caracterizou-se como um estudo bibliométrico nas bases Scopus, Web of Science, Sciense Direct bem como nos Anais da Conferência da Sociedade Latina Americana de Mercado Imobiliário (LARES), e também o Encontro Nacional de Engenharia de Produção (ENEGEP), dos termos Aluguel, Indicador econômico e, Mercado Imobiliário, entre os anos 2007 à 2016. A análise dos resultados se deu através da abordagem descritiva, de maneira quantitativa, descrevendo, avaliando e, relacionando os principais estudos encontrados. Quanto aos resultados relevantes, o estudo encontrou 533 artigos contendo os termos aluguel e mercado imobiliário de maneira concomitante nas bases pesquisadas, sendo que, com esta mesma combinação, nos anais dos eventos citados, foi encontrado apenas um artigo. Na pesquisa destaca-se a escassez dos trabalhos publicados quando realizado a combinação dos termos: aluguel e indicador econômico e mercado imobiliário. Existem estudos relacionados ao tema, porém, ainda há poucas publicações.

Repsold, Gregório Garcia, and Daniel Ferreira Falcão. "A NBR 15.575 E O PROJETO DE ARQUITETURA." In 17ª Conferência Internacional da LARES. A NBR 15.575 AND THE ARCHITECTURE PROJECT. São Paulo, 2017. ABNT; Architecture; Arquitetura; NBR 15.575; Norma de desempenho; Performance Standard; project; Projeto

Apresenta uma análise da ABNT NBR 15575/13 com foco no projeto de arquitetura. A revisão de literatura abrange questões técnicas e legais que a norma faz aos arquitetos e demais entes participantes da atividade de incorporação e construção com foco no desenvolvimento de projetos para o mercado imobiliário. A relevância do estudo está no impacto que a norma causa na maneira de projetar arquitetura e na maneira como ela divide responsabilidades entre fabricantes, projetistas, construtores e usuários. A partir de uma análise da norma e revisão de literatura com foco no projeto de arquitetura foi possível explanar de forma explicativa os requisitos de desempenho que interferem na atividade projetual do arquiteto, buscando dar ênfase no entendimento da norma a fim de gerar um checklist que permitirá ao profissional checar se seu projeto está em acordo com a ABNT NBR 15575/13.

Tognetti, Giuliano Cadaval, Gabriel A. da Cost Lima, and Ariovaldo Denis Granja. "A Opção de Abandono na Avaliação de Empreendimentos de Base Imobiliária do Setor Industrial e Logístico." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Abandonment Option in Industrial and Logistics Real Estate Development Valuation. São Paulo, 2017. abandonment; abandono; condomínios industriais e logísticos; industrial and logistics real estate; land price volatility; real options valuation; teoria de opções reais; volatilidade de preços de terrenos

Os ciclos de implantação e operação de grandes condomínios industriais e logísticos com o foco em geração de renda de aluguel são caracterizados por uso de capital intensivo, longo prazo de maturação e, portanto, muitos tipos de riscos. Empreendimentos desse segmento se encaixam na abordagem da metodologia de avaliação e precificação de ativos conhecida por Teoria de Opções Reais (TOR), em razão de suas flexibilidades gerenciais e condições de incertezas. Por mais que a aplicação da TOR em Real Estate não seja inédita, há lacunas na profundidade da aplicação, principalmente nas especificidades do desenvolvimento de empreendimentos voltados para a renda.

Neste artigo pretende-se avaliar o efeito nos indicadores da qualidade do investimento em função da opção real de abandono do empreendimento. Essa opção é entendida como a liquidação em momento anterior ao final da construção (seja pela valorização do terreno, seja pelo retorno do abandono ser superior comparado à venda do imóvel pronto e locado).

A estratégia de pesquisa adotada foi o estudo de caso sobre a análise da qualidade do investimento da implantação de um empreendimento na região de Campinas/SP, a partir do qual se realizou uma simulação com base na TOR. Modelou-se a opção de abandono levando-se em consideração a volatilidade de variáveis, tais como: o custo de construção, preços de locação, vacância, entre outras. A partir da simulação, foram obtidas distribuições de probabilidade dos indicadores de qualidade: taxa interna de retorno e valor presente líquido.

Os resultados da simulação mostraram que houve associação entre o aumento da volatilidade do preço do terreno e a melhoria nos indicadores de qualidade econômica. Além disso, pôde-se inferir que a opção de abandono do empreendimento perde o seu valor em períodos de maior estabilidade de preços, enquanto adquire relevância em cenários de alta volatilidade futura.

Grassiotto, Maria Luiza Fava, Denise de Cássia Rossetto Januzzi, and Junker de Assis Grassiotto. "A Participação de Shopping Centers em Revitalizações Urbanas." In 17ª Conferência Internacional da LARES. The Participation of Shopping Centers in Urban Revitalizations. São Paulo, 2017. centros comerciais como revitalização urbana; commercial spaces as urban revitalization; espaços comerciais como revitalização urbana; retail and urban requalification; shopping center e revitalização urbana; shopping centers as urban revitalization; shopping mall and urban revitalization; varejo e requalificação urbana Anteriores à revolução industrial (RI), edifícios ou espaços plurifuncionais são aqueles surgidos naturalmente, integrados no tecido urbano de cidades europeias. O homem trabalhava, se divertia e habitava dentro de um pequeno raio. Após a RI, a estrutura das cidades se tornou complexa, e a antiga cidade de pedestres se tornou a “cidade rodada”. Surgiram novas atividades funcionais e diferentes necessidades de consumo. No século XX, a doutrina formulada pelo CIAM, pregou a zonificação das cidades, enunciando quatro funções: habitar; trabalhar; se divertir; e circular. E, as comunidades se decompuseram em partes. Com uma nova estrutura das cidades, os Estados Unidos incentivaram a descentralização e o deslocamento populacional em direção ao subúrbio. Os comerciantes acompanharam o mercado consumidor. Uma conjunção de fatores favoráveis permitiu o surgimento do “shopping center”. Os centros urbanos perderam: sua vitalidade, qualidade de vida, a riqueza da sua complexidade e contraste. Sua deterioração foi inevitável. O aparecimento dos shopping centers nas periferias alavancou o desenvolvimento de novas regiões, subcentros com qualidade de vida. Os centros tradicionais sofreram décadas de deterioração, e para estudiosos, era possível se planejar o comércio varejista como estratégia de sua revitalização, adotando a filosofia empresarial dos shopping centers privados. Este texto trata do novo papel desempenhado pelos centros comerciais: o de fazer parte de projetos privados ou de parcerias público/privadas tendo em vista devolver o dinamismo às cidades se instalando em áreas centrais ou deterioradas, promovendo soluções de requalificação urbana. Dois exemplos são analisados: o MyZeil Shopping Mall, edificação abrigando tecnologia inovadora em estrutura de aço e vidros de alto desempenho, participante do processo de recuperação da Zeil, principal rua comercial de Frankfurt na Alemanha; a Selfridges, grande loja em estrutura de concreto curvilínea revestida com 15.000 discos de alumínio, âncora do projeto de revitalização através do comércio varejista em Bullring, Birmingham, Grã Bretanha. Ao final ressalta-se o papel de cada um, a qualidade de seus projetos e propostas estratégicas que culminaram em tornar ambas as regiões em polos de visitação turística.
de Souza dos Santos Ferreira, Carolina, and Daniel Ferreira Falcão. "A SUSTENTABILIDADE COMO PREMISSA EM EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS: ESTUDO DE CASO DO CONCEITO TERRA MUNDI." In 17ª Conferência Internacional da LARES. SUSTAINABILITY AS PREMISES IN REAL ESTATE DEVELOPMENTS: CASE STUDY OF THE TERRA MUNDI CONCEPT. São Paulo, 2017. case study; certification seals; Construção Civil; Construction; empreendimentos imobiliários; estudo de caso; real estate developments; selos de certificação; sustainability; Sustentabilidade

O presente estudo tem o objetivo geral de fazer compreender o tema Sustentabilidade; especificamente, o estudo da Sustentabilidade aplicada a empreendimentos imobiliários. Será possível compreender que de fato sustentabilidade não é apenas construir empreendimentos considerados “verdes“, que consigam economizar água ou energia; o conceito de sustentabilidade vai muito além, pois além de se caracterizar pela sua dimensão ambiental, ele se caracteriza também pelas dimensões econômica e social, o chamado “tripé” da Sustentabilidade. Para o estudo e compreensão do suporte teórico, será exposto o estudo dos principais selos de certificação, tornando claro o entendimento de quais são os principais requisitos para se buscar a certificação e, de como também, dar continuidade ao processo pós-certificação. Para o entendimento da aplicação prática desta temática, será explorado o Estudo de Caso do Conceito “Terra Mundi”, conceito este desenvolvido pela Construtora e Incorporadora NEWINC, de Goiânia, para desenvolvimento dos seus empreendimentos imobiliários, com o estudo detalhado do Empreendimento Terra Mundi Santos Dumont. Através da análise do estudo de caso, investigando todas as etapas do processo, desde a escolha do terreno, da concepção do projeto arquitetônico, da execução da obra e por fim, da entrega do empreendimento, será possível compreender quem todas as fases devem ser implantadas de acordo com os conceitos da Sustentabilidade. Ao tomar os conceitos da Sustentabilidade como uma verdadeira consciência, será possível concluir que sua aplicação pode ser possível, viável e descomplicada, se tornando uma consequência de hábitos sustentáveis. E estes hábitos que inicialmente foram aplicados especificamente ao empreendimento imobiliário, passam a se tornar modelo para a vida de quem os cerca, seja funcionários de obra ou os moradores do empreendimento, a consciência da Sustentabilidade torna-se algo inerente ao dia-a-dia de qualquer individuo, sendo aplicada nas menores atitudes.

dos Santos, Eduardo Ribeiro, and Marcos Martinez Silvoso. "A UTILIZAÇÃO DO BIM NA VERIFICAÇÃO DA NBR 15575 EM HABITAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL." In 17ª Conferência Internacional da LARES. THE USE OF BIM IN VERIFICATION OF NBR 15575 IN HABITATION OF SOCIAL INTEREST. São Paulo, 2017. BIM; Habitação de Interesse Social; NBR 15.575; Norma de desempenho; Performance Standard; Processo De Projeto; Project process; Social Interest Habitation

A promoção da Habitação de Interesse Social está relacionada diretamente com a necessidade de suprir o déficit de moradias que hoje ultrapassa os 6 milhões em todo o Brasil (CBIC, 2016). Segundo MÜLLER et al. (2013), esta demanda, em conjunto com a baixa renda das pessoas necessitadas destas moradias, ocasiona uma baixa qualidade, tanto em relação ao projeto quanto à execução destas habitações. Com o objetivo de garantir a qualidade do ambiente construído, leis e normas foram desenvolvidas, em destaque a ABNT NBR 15.575 que define novos padrões para a construção de novas habitações. Dividida em 6 partes, a norma ABNT NBR 15575-4:2013, quarta parte da norma, estabelece os requisitos, os critérios e os métodos para a avaliação do desempenho de sistemas de vedações verticais internas e externas (SVVIE) de edificações habitacionais ou de seus elementos. Dentre as possibilidades oferecidas pelo BIM, a verificação do projeto através de regras, conhecida como Code Checking, permite a avaliação das normas e leis edilícias pelo órgão licenciador no processo de licenciamento e pelos profissionais, auxiliando nas tomadas de decisões no desenvolvimento do projeto ao longo de todas as etapas que, segundo COELHO et al. (2015), está ligada diretamente com a qualidade do desempenho da habitação. Este trabalho tem como objetivo verificar como o BIM pode auxiliar na verificação dos requisitos estabelecidos pela ABNT NBR 15575-4:2013 para AVALIAÇÃO SIMPLIFICADA DO DESEMPENHO TÉRMICO. Para isto, utilizou o software ARCHICAD da Graphisoft para a criação das regras de verificação da norma e aplicação das mesmas em um projeto residencial unifamiliar e um de edifício multifamiliar. Como resultado apresentou-se através de um fluxograma, uma metodologia para o processo de verificação das informações contidas no modelo e regras computacionais a serem utilizadas para a avaliação simplificada do desempenho térmico de habitações de interesse social.

de Vasconcelos, Jamile Soeiro, and Marcelo Augusto Farias de Castro. "Análise de Risco Aplicado aos Bairros de Fortaleza utilizando Índice de Sharpe." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Risk Analysis Applied to Fortaleza using Sharpe Index. São Paulo, 2017. Análise de Mercado Imobiliário; Análise de risco; Fundos de Investimento; índice sharpe; Investment Funds; profitability; Real Estate Market Analysis; Rentabilidade; Risk Analysis; Sharpe Index

Com uma crise no setor imobiliário se propagando e ainda sem data para terminar, torna-se necessário entender melhor certas características para que os recursos sejam aplicados de uma forma mais segura. Entender melhor os empreendimentos desenvolvidos nos bairros e o seu histórico de valorização faz com que caminhos mais seguros possam ser tomados e os investimentos possam ser melhor aplicados. Com uma série de dados históricos de mercado dos últimos 36 meses foram feitas análises de 10 bairros de classe média alta e classe alta da cidade de Fortaleza com a finalidade de conhecer o comportamento de valorização. Considerando que um bairro pode se comportar igual a um fundo de investimento, foi calculado a volatilidade da valorização nos bairros assim como o índice SHARPE para entender qual destes apresentam melhores risco retorno ou seja maior valorização e maior segurança.

Costa, Odilon, Franz Fuerst, Spenser Robinson, and Wesley Mendes-da-Silva. "Are Green Labels More Valuable in Emerging Real Estate Markets?" In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017. eco-certification; emerging economies; Office Markets; signaling effects

This article investigates how emerging real estate markets price information conveyed by voluntary environmental certification schemes. In addition to low incidence of green buildings, developing countries typically exhibit weaker environmental performance due to limited capacity to enforce existing regulation. Therefore, we exploit the role of internationally accredited third-party environmental audit schemes. In addition to comparing labelled and non-labelled properties in a hedonic framework, we also examine pricing discrepancies related with the intention to certify (registration), but failure to achieve actual certification in a timely manner. Our results systematically indicate that labelled office properties in emerging markets yield a larger green premium than their peers from developed countries. Findings also suggest that failed applicants do not receive any green premiums and may be subject to discounts, depending on specification, beyond that of other non-green office buildings. These findings provide further evidence of the relevance of market diffusion and economic governance linked to the implicit pricing of environmental labels

Dinis, Henrique. "AS DINÂMICAS DA RENOVAÇÃO DO ESPAÇO URBANO – CENTROS DE NEGÓCIOS, GENTRIFICAÇÃO E HABITAÇÕES DE INTERESSE SOCIAL." In 17ª Conferência Internacional da LARES. THE DYNAMICS OF URBAN SPACE RENEWAL - BUSINESS CENTERS, GENTRIFICATION AND SOCIAL HOUSING SCHEMES. São Paulo, 2017. Gentrificação; Gentrification; Habitações de Interesse Social; Setor Terciário Superior; Social Housing; Upper Tertiary Sector

A grande expansão de vários setores econômicos na cidade de São Paulo, verificada especialmente a partir da década de 1990, mais especificamente, o setor Terciário Superior, induziu a transformações urbanas que levaram o planejamento municipal a desenvolver políticas públicas para adaptar a cidade às novas realidades ditadas pela reprodução do espaço urbano. Tradicionais bairros antes periféricos, formados por antigas instalações industriais, usos residenciais de média/média baixa renda e, ao longo dos anos, vazios urbanos deixados por transformações urbanas em curso, tornaram-se alvo da atividade imobiliária, vindo a tornar-se dinâmicos centros de negócios, diante do crescimento da economia. As áreas mais visadas por este processo de transformação urbana estão localizadas nas várzeas dos rios Tietê e Pinheiros e orlas ferroviárias, interessando a este trabalho, as que foram objeto da operação urbana consorciada Água Espraiada, que correspondem a bairros localizados principalmente ao longo das avenidas Engo Luis Carlos Berrini e Chucre Zaidan. A esta região alega-se a formação de um sub-centro, com forte vocação para atuar como um dinâmico centro de negócios. Estuda-se, neste trabalho, o processo de transformação urbana ocorrido nesta região. Ao longo do trabalho, procura-se analisar o fenômeno de gentrificação e as ações públicas voltadas à relocação de populações de baixa renda das áreas afetadas pelas obras de urbanização, propostas por várias gestões públicas que se sucederam durante o processo de transformação, considerando, especialmente, três medidas distintas, a de prover habitações sociais fora do perímetro objeto da renovação urbana, meras indenizações a famílias atingidas e, mais recentemente, a previsão de habitações sociais no próprio perímetro em processo de urbanização.

de Souza Silva, Osvaldo Luiz, Luiz Antônio Fonseca Punaro Baratta, and Alice Brasileiro. "As interferências na gestão condominial provocadas pela ‘Norma da Reforma’." In 17ª Conferência Internacional da LARES. The building renovation standard and its interference in real estate management. São Paulo, 2017. Building Renovation; building renovation standard; gestão imobiliária; NBR 16280; obras de reforma; real estate management

Grandes condomínios comerciais ou residenciais requerem uma atenta gestão ao seu funcionamento, especialmente nas questões físicas/de infraestrutura, que envolvem obras civis. Desde 2014, há uma norma que estabelece um sistema de gestão em reformas. Já tendo sofrido uma revisão em 2015, a NBR 16.280 veio contribuir com a gestão imobiliária, no sentido de fornecer diretrizes e atribuir responsabilidades. Um dos frequentes problemas até então encontrados em obras realizadas por condôminos era a falta de comunicação e mesmo aquiescência do gestor do condomínio. O infeliz ápice dessa situação ocorreu em 2012, quando, no Rio de Janeiro, um edifício inteiro desabou e levou ao desabamento outras duas edificações devido ao somatório de intervenções pelas quais passou. Não somente a partir daí passou a ser obrigatória a autovistoria nos edifícios como foi publicada a “norma da reforma”. O artigo discute como a gestão condominial vem sendo afetada pela norma, sobretudo em obras de médio/grande porte, utilizando como estudo de caso a reforma/acréscimo de uma cobertura linear residencial de 400m², em Ipanema, Rio de Janeiro. A reforma implicou, entre muitas outras coisas, em impactos oriundos de cortes/demolições e ampliação da estrutura pela inclusão de peças metálicas; desvios nas instalações prediais e interrupções nos seus fornecimentos; demanda pela utilização diária de espaços para recebimento/guarda de materiais de suprimentos e caçambas de entulho nas áreas comuns do edifício. Coube à gestão condominial lidar com toda essa gama de problemas. Mesmo com o esforço dos profissionais envolvidos, há no mínimo dois lados na questão, o condomínio e o condômino promotor da obra. Nem sempre os dois interagem de forma positiva, mas como o primeiro tem responsabilidade por todos os demais, a norma acabar por auxiliar na mitigação de eventuais problemas e dirimir dúvidas na determinação de responsabilidades. Apesar de já ter havido sua primeira revisão, outras se farão necessárias, como o estabelecimento mais estratificado de (co)responsabilidades, que tornarão mais fácil a gestão de situações como a apresentada.

Ignatios, Marcelo Fonseca, Gustavo Partezani Rodrigues, and Antonio Jesus Galdiano, Jr. "Atividade imobiliária e os cenários de transformação urbana em São Paulo: o caso do Arco Tietê." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Real estate activity and the urban transformation scenarios in São Paulo: the case of Arco Tietê. São Paulo, 2017. Arco Tietê; áreas de intervenção urbana; áreas mais prováveis de transformação; leilão de outorga onerosa; more lilely areas of transformation; Onerous concession; onerous concession auction; outorga onerosa; projeto de intervenção urbana; urban intervention areas; urban intervention project

Este artigo tem por finalidade apresentar a metodologia utilizada nas projeções de cenários que traduziram as diretrizes urbanísticas apontadas para o Projeto de Intervenção Urbana do Arco Tietê (PIU- ACT), incluindo a memória dos cálculos, as soluções matemáticas, os parâmetros e premissas adotadas a partir da leitura cuidadosa de como se deu da atividade imobiliária recente na cidade de São Paulo. São apresentados os estudos de precificação da contrapartida financeira em outorga onerosa, bem como as possibilidades de descontos desta mediante o atendimento das tipologias construtivas incentivadas pelo projeto urbanístico, e também são discutidos os modelos inovadores dos leilões de outorga onerosa. Os estudos de viabilidade econômico-financeira de empreendimentos imobiliários abordaram a dinâmica da atividade imobiliária ao longo dos próximos 30 anos, a partir da análise histórica dos distritos e bairros do interior e das imediações do perímetro do PIU-ACT, tendo como referência a necessidade dos investimentos públicos apontados pelo Programa de Intervenções e indispensável para se alcançar as melhorias sociais e ambientais preconizadas.

Filho, Rubens Nogueira Venosa, and Eliane Monetti. "Atributos que impactam no Custo de Condomínio e suas consequências: O Caso de Empreendimentos Econômicos da Cury Construtora e Incorporadora." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Attributes wich impact in the condo costs and its consequence: the case of low-income projects of the Cury Construtora e Incorporadora. São Paulo, 2017. condo attributes; custo de condomínio; econmics; economia; famílias de baixa renda; low income families; real estate

O mercado de habitação destinado às famílias de baixa renda, antes carente de atendimento, agora já conta com estruturas e programas próprios, em especial, o Programa Minha Casa Minha Vida. Os empreendimentos que atendem ao programa têm apresentado um número cada vez maior de atributos embarcados, resultado da busca de diferencial competitivo para o produto que, na fase de operação, demandam recursos nem sempre disponíveis nos orçamentos dessas famílias. Como resultado, isto pode conduzir a um quadro não desejável de inadimplência, seja nas contribuições condominiais, seja no próprio pagamento do financiamento da unidade. Diante deste cenário, o objetivo do presente trabalho é permitir a hierarquização dos atributos a embarcar nessa tipologia de empreendimento, seja do ponto de vista dos impactos que produzem nos custos condominiais, seja quanto à eficácia de sua presença para o condômino, com vistas a orientar os empreendedores quanto ao embarque desses atributos nos empreendimentos. O estudo está amparado junto a 2 empreendimentos desenvolvidos pela Cury Construtora e Incorporadora S/A, especializada no desenvolvimento de empreendimentos para a baixa renda, ambos situados na região metropolitana de São Paulo, e complementado com informações colhidas junto aos respectivos síndicos e administradoras desses condomínios. Como resultado, verificou-se que quanto maior a pressão que a cota condominial exerce sobre a renda do condômino, maior é a taxa de inadimplência do condomínio, situação que leva à desvalorização patrimonial do imóvel como um todo. A despesa com maior representatividade no custeio mensal é referente a pessoal e terceirizados. Os diversos atributos embarcados não causam, por si só, relevante aumento de custo de implantação, porém demandam pessoal em sua operação. Também foi possível verificar o impacto de uma boa gestão condominial, principalmente quando encontra formas criativas de gerar renda, diminuindo a cota condominial dos moradores.

Vargas, Rodrigo Thompson, and Daniel Ferreira Falcão. "Atributos Valorativos Mais Adequados Para Unidades Multifamiliares Verticais Em Cachoeiro De Itapemirim: Tipificação E Viabilidade De Um Empreendimento Adequado Ao Mercado Da Cidade." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Most Adequate Valuable Attributes for Vertical Multifamily Units in Cachoeiro de Itapemirim: Typification and Feasibility Of A Suitable Project to the City’s Market. São Paulo, 2017. atributos valorativos; Cachoeiro de Itapemirim; Feasibility; mercado imobiliário; pesquisa imobiliária; real state Market; real state research; sterling attributes; viabilidade

O trabalho desenvolvido tem como objetivo orientar os empreendedores da construção civil que desejam atuar no segmento de construção de unidades multifamiliares verticais na cidade de Cachoeiro de Itapemirim – ES. Para tal foram desenvolvidas duas linhas de pesquisa envolvendo usuários finais, profissionais do ramo (corretores, engenheiros e arquitetos), imobiliárias, construtoras e incorporadoras. Nestas pesquisas são levantados os perfis dos compradores e pessoas com potenciais para tal e quais atributos valorativos (PETERSEN,2006) são os mais considerados na hora de procurar, comprar ou morar em um apartamento. Estes dados são usados na viabilidade, segundo GOLDMAN (2015) para definir um empreendimento com grandes chances de retorno financeiro para investidores da cidade, dentro de um estudo de caso proposto.

Pinto, Celina Maria Rodrigues, Anacléa de Araújo Bernardo, and Arthur Rodrigues Feijão. "AVALIAÇÃO PÓS OCUPAÇÃO (APO) A QUALIDADE NA HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL (HIS)." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Post-Occupancy Assessment (APO): Quality in Housing of Social Interest (HIS). São Paulo, 2017. Habitação de Interesse Social; Minha Casa Minha Vida (MCMV); My Home My Life (MCMV); políticas públicas; Public Policies; social interest housing; sustainability; Sustentabilidade

O termo qualidade, quando relacionado ao projeto e à construção civil, tem assumido diversas dimensões através dos anos. Atualmente o termo tem sido mais utilizado no sentido de desempenho, tal qual eficiência funcional, ambiental e outros. A Avaliação Pós Ocupação do Ambiente Construído (APO), é um instrumento de avaliação que focaliza por um lado, o usuário e suas necessidades, e ao mesmo tempo, pode ser conduzida de forma técnica com medições e parâmetros de Normas Brasileiras e internacionais. Esta foi a metodologia utilizada para avaliar o desempenho dos espaços construídos do Conjunto Orgulho Tropical (ou Novo Caiçara) localizado em Sobral (CE). O Estudo incluiu avaliação do projeto, conforto ambiental, acessibilidade e segurança. O terreno de 202.398,64 m2 é composto por blocos de apartamentos de quatro pavimentos perfazendo um total de 1280 unidades habitacionais de 42,90 m2, um Centro Comunitário, uma quadra esportiva e um cômodo para lixo. Subsidiado pelo Programa Minha Casa Minha Vida para famílias com renda familiar até R$ 1.600,00 o programa deve atender até 15 mil famílias.

Souza, Danilo Pontes Pes, and Luiz Alessandro Pinheiro da Câmara de Queiroz. "Caracterização da produção imobiliária, na cidade de Natal/RN, das empresas externas ao mercado local, nos anos de 2000 a 2015." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Characterization of real estate production in the city of Natal/RN, from companies outside the local market, from 2000 to 2015. São Paulo, 2017. incorporação imobiliária; Real Estate Development; Real estate units; Real estate-tourism; turismo-imobiliário; unidades imobiliárias

Com a criação, em 1995, do Programa de Desenvolvimento Turístico no Nordeste (PRODETUR NE), visando incentivar o turismo internacional, houve uma maior divulgação dessa região brasileira no mercado europeu. Com o aumento do fluxo de turistas, a partir dos anos 2000, também cresceu a busca por flats e segundas residências, o turismo-imobiliário, nas principais cidades nordestinas, como Natal/RN. Pode-se somar ainda a melhora nos indicadores macroeconômicos, incentivos governamentais e a expansão da produção de grandes empresas que se capitalizaram, entre os anos de 2005 e 2009, através da abertura de capital na bolsa de valores de São Paulo. Todos esses fatores resultaram no aquecimento do mercado imobiliário da cidade de Natal/RN, atraindo grandes investimentos e uma forte produção de incorporadoras e construtoras exógenas ao mercado local. O presente artigo tem como objetivo caracterizar a produção, sob o regime de incorporação imobiliária, das empresas externas ao mercado local, as quais tiveram uma produção maior que 10.000 m2 durante o período de 2000 a 2015. Para a caracterização das unidades imobiliárias registradas foram utilizados critérios como: produtividade, através da averiguação do número de empreendimentos, área global de construção e o número de unidades habitacionais; padrão, utilizando aspectos como a área privativa e o número de suítes de cada unidade; além da espacialização da produção. Procedimentos metodológicos combinados foram aplicados a fim de otimizar a obtenção dos dados e a análise dos resultados, com posterior elaboração de gráficos e tabelas. Os resultados demonstraram uma oscilação da produção durante os anos de 2000 a 2006, com um gradativo aumento a partir do ano de 2007 até 2011, quando, posteriormente, houve uma vertiginosa queda, iniciada em 2012, culminando com uma produção estagnada no ano de 2015, refletindo o cenário econômico vivenciado à época.

Longarine, Augusto, and Denise Helena Sil Duarte. "Caracterização da produção recente de edifícios residenciais multifamiliares na cidade de São Paulo: subsídios para estudos de desempenho térmico das unidades e de impactos na mobilidade urbana." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Characterization of the recent production of multifamily buildings in the city of São Paulo: subsidies for studies on the thermal performance of units and impacts on urban mobility. São Paulo, 2017. Constructive standardization; Desempenho térmico; Lançamentos residenciais; Mercado Imobiliário e Arquitetura; Mercado Imobiliário residencial; Padronização construtiva; Real Estate and Architecture; Residencial Real Estate; Residential launches; Thermal Performance

O objeto desta pesquisa é o estoque de edifícios residenciais multifamiliares lançados na cidade de São Paulo entre 2005 e 2014, analisado do ponto de vista do desempenho térmico das unidades e dos impactos na mobilidade urbana.

O objetivo é a caracterização projetual e construtiva das unidades residenciais, fundamental para a avaliação do seu desempenho térmico e consequente conforto dos usuários, além do estudo do oferecimento de vagas de estacionamento para veículos automotores e bicicletas e da localização dos edifícios em relação aos eixos de transporte público. A pesquisa justifica-se pela carência de dados sobre a produção de moradia pelo mercado imobiliário neste século na cidade de São Paulo, marcado pela intensa atividade imobiliária no período 2005-2014, em decorrência do favorável panorama econômico nacional.

A premissa adotada no desenvolvimento do trabalho aponta a busca progressiva por métodos construtivos cada vez mais ágeis e econômicos como fator catalisador do entendimento do produto imobiliário como um investimento financeiro e não, necessariamente, como oportunidade de produção arquitetônica. Na medida em que a qualidade do ambiente construído passa a ser cada vez mais questionada, a avaliação do que se está sendo praticado pelo mercado torna-se necessária, abrangendo desde aspectos construtivos até o impacto dos mesmos nas avaliações de conforto ambiental dos usuários da edificação. A primeira parte do trabalho analisa os fatores que exercem influência direta na atuação do mercado imobiliário. A segunda parte, por sua vez, reúne informações básicas acerca do universo de lançamentos imobiliários residenciais verticais na cidade de São Paulo no recorte cronológico adotado, além da caracterização construtiva e projetual de quinze unidades representativas tipologicamente distintas. A terceira e última parte apresenta uma análise comparativa das variáveis térmicas ambientais em quatro das quinze unidades representativas do universo. O elevado grau de padronização identificada no mercado imobiliário habitacional brasileiro o classifica como questionável do ponto de vista térmico e de mobilidade urbana. Se as unidades residenciais verticais produzidas pelo mercado nas últimas décadas já apresentam, atualmente, desempenho térmico discutível, como reagirão ao novo cenário climático mundial, marcado pelo aumento progressivo das temperaturas médias e redução significativa da umidade relativa do ar, principalmente nos grandes centros urbanos? E quais serão os impactos desses empreendimentos imobiliários na já deficiente mobilidade urbana da maior cidade da América Latina?

Rocha, Camila R., and Daniel Ferreira Falcão. "COMPARAÇÃO ENTRE AS PRINCIPAIS CERTIFICAÇÕES AMBIENTAIS: Aqua, Leed e Selo Casa Azul." In 17ª Conferência Internacional da LARES. COMPARISON BETWEEN THE MAIN ENVIRONMENTAL CERTIFICATIONS: AQUA, LEED and Selo Casa Azul. São Paulo, 2017. AQUA; certificação ambiental; Environmental certification; LEed; Selo Casa Azul

O presente trabalho apresenta uma comparação entre as principais certificações ambientais: AQUA, LEED e Selo Casa Azul através da comparação entre as exigências dos requisitos análogos. Para a avaliação das certificações, considerou-se o tipo das edificações como residenciais. A implantação das certificações ambientais é uma melhoria que pode ser adotada no setor da construção civil. A discriminação dos requisitos análogos permitiu comparar as semelhanças e diferenças entre as exigências, sendo possível determinar qual certificação é mais detalhada ou mais adequada à situação desejada. Esse procedimento auxilia os profissionais do setor da construção civil envolvidos na concepção de projetos residenciais. Com isso será garantida a promoção da sustentabilidade, o que reduz o impacto ambiental e gera economia e qualidade de vida para o usuário. As diferenças entre os requisitos avaliados em cada certificação estão no nível de exigência dos requisitos que avaliam uma mesma situação e nos itens contemplados em apenas algumas certificações, como por exemplo a preocupação com a acústica avaliada pelo LEED e AQUA. Apenas uma das certificações, a LEED, possui requisitos que são pontuados conforme a região onde o projeto está localizado. O Selo Casa Azul é uma boa opção para a empresa que deseja conceber o primeiro projeto com certificação ambiental, por ter uma quantidade menor de requisitos e as exigências serem mais simples de serem adotadas. Após a evolução do processo dentro da coordenação de projetos da empresa, o caminho para a busca de uma certificação mais detalhada como a LEED ou AQUA poderá ser o próximo passo, melhorando assim o produto final pela agregação de valor e qualidade para o usuário.

Dinis, Henrique. "COMPARTILHAMENTO DE RECURSOS COMO ESTRATÉGIA PARA ALAVANCAR EMPRESAS NO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL." In 17ª Conferência Internacional da LARES. RESOURCE SHARING AS A STRATEGY TO BOOST BUSINESSES IN THE CONSTRUCTION. São Paulo, 2017. Construction decentralization process; Descentralização do Processo de Construção; economia compartilhada; mercado imobiliário; Real State; Recursos Compartilhados; Resources sharing; Sharing Economy

Ao se analisar certas estruturas econômicas hoje dominantes, como exemplo, a flexibilização dos meios de produção e a descentralização nas decisões empresariais, constata-se sua origem anteriormente ao período pós segunda crise do petróleo, em fins da década de 1970, fato a que se alega o início da Globalização. Para contornar esta crise, as grandes economias mundiais iniciaram um período por buscas de melhores condições de competitividade, que variaram desde investimentos em tecnologias do produto e gestão empresarial, até a otimização dos parques industriais. Ocorreu, de imediato, um aprofundamento no processo de desconcentração industrial, como vinha já ocorrendo a algumas décadas, onde a antiga linearidade do processo, que levava a grandes plantas industriais, já não era mais um pré-requisito de produtividade e eficiência. A efetivação do processo ocorreu com o avanço das telecomunicação, informática e maior efetivação na infraestrutura de transportes. Desenvolveu-se, nas grandes cidades, postos de trabalho de alta especialidade, voltados à tecnologia da informação, inovação e assessoria ao desenvolvimento de novos produtos e tecnologias. Toda a cadeia produtiva sofreu uma pulverização em seus patrimônios e transformação nas hierarquias e divisão do trabalho, gerando novas formas de emprego e contratação de serviços, como também de alocação dos espaços de trabalho e uso de equipamentos. Em todo o Mundo este processo foi intenso, não tendo sido diferente com o Brasil, mesmo que tardio. Este trabalho avalia a evolução deste processo no Brasil, mas especificamente na cidade de São Paulo, e o reflexo destas transformações para o surgimento de práticas relacionadas aos conceitos de economia compartilhada, mais especialmente, os que se referem ao compartilhamento de recursos, como humanos, espaços, equipamentos e conhecimento e, como o mercado da construção civil tem se adaptado e tirado proveito destas transformações para atingir novos patamares de desenvolvimento.

Chaves, Lorili. "Desapropriação parcial: um caso de referência da obra do Arco Metropolitano do Rio de Janeiro." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Partial Expropriation: the reference case for the construction of the Metropolitan Circumferential Ring Road of Rio de Janeiro. São Paulo, 2017. avaliação de imóveis; Brasil; desapropriação parcial; partial expropriation; posse; Property; propriedade; Real Estate Appraisal; squatter

Este artigo é parte de uma pesquisa sobre avaliações de bens imóveis para fins de indenização devido à aplicação do instituto da desapropriação por utilidade pública. Visto este como um instrumento poderoso e complexo da política urbana pelo seu poder de interferência na propriedade privada em razão da execução de obras públicas para benefício da coletividade. A instrumentalização desse instituto requer uma análise multidisciplinar, pois abrange o contexto não só urbanístico como o jurídico, abarcando também o conceito econômico da propriedade. Neste contexto, o estudo tem como objetivo contribuir na reflexão sobre o enriquecimento sem causa de determinados proprietários de terras ocupadas que recebem indenização do Poder Público por faixa de terra afetada por desapropriação parcial, além de sua desocupação, de forma a levantar, analisar e discutir os pontos técnicos, jurídicos e econômicos relativos ao tema. Para tal fim, o trabalho apresenta um caso de referência da utilização do instituto da desapropriação para a execução do Arco Metropolitano pelo Estado do Rio de Janeiro em que relaciona o conceito da justa indenização da desapropriação estabelecido pela Constituição Federal Brasileira com os conflitos identificados nas indenizações pela estimativa de valores baseado nos cálculos de avaliação pelos métodos e critérios previstos na Norma Brasileira de Avaliação de Bens Imóveis e nas legislações pertinentes. Assim, o caso de referência ilustra de maneira clara e objetiva a questão de como as normas e legislações podem acarretar benefícios a determinados proprietários conduzindo a injusta indenização em situações especiais.

de Paula, Ariano Cavalcanti. "ECONOMIA COMPARTILHADA E REDE ORGANIZACIONAL COMO ESTRATÉGIA DE ATUAÇÃO NO MERCADO IMOBILIÁRIO: O CASO NETIMÓVEIS." In 17ª Conferência Internacional da LARES. SHARED ECONOMY AND ORGANIZATIONAL NETWORK AS A STRATEGY TO WORK IN THE REAL ESTATE MARKET: THE NETIMÓVEIS CASE. São Paulo, 2017. collaborative economy; economia colaborativa; economia compartilhada; imobiliárias; Network; organizacional; organizational; real estate; Redes; shared economy

A economia compartilhada ou economia colaborativa, originalmente praticada pelas redes organizacionais, vem intensificando a demanda por inovações nos processos produtivos e na gestão empresarial em busca de melhores padrões de competição e produtividade. Mediante essa realidade, muitas organizações, notadamente as imobiliárias, se viram obrigadas a adotar novas formas de trabalho. O compartilhamento e o uso da tecnologia mudam substancialmente os processos operacionais e levam as empresas à adoção de novas estratégias. A formação de redes entre empresas que compartilham os seus recursos e atuam de forma colaborativa, surge como uma prática atual que incrementa efetivamente os resultados e pretende, dessa forma, garantir a sobrevivência e a competitividade das empresas por meio do ganho de escala. Esse artigo pretende construir uma perspectiva crítica sobre o tema redes de imobiliárias e economia colaborativa, discutindo os fatores mais importantes para a sua negociação e estruturação. Nesse estudo são confrontadas as diferentes abordagens existentes na literatura que explicam o fenômeno, utilizando os dados e a experiência de 21 anos da rede Netimóveis. Dessa forma, pretende-se promover um maior entendimento sobre a importância da cooperação, do compartilhamento, da confiança e da ética para a constituição e consolidação desse modelo organizacional.

Heinrich, Michael, and Thomas Schreck. "Effects of Solvency II on Portfolio Efficiency, The Case of Real Estate and Infrastructure Investments." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Efectos de Solvencia II en el Riesgo de Inversión, El Caso de Inversiones Inmobiliarias e Infraestructuras. São Paulo, 2017. Financial Crisis; Infrastructure; Life Insurance; real estate; Risk Based Regulation

We examine the potential effects of Solvency II on general portfolio efficiency, and specifically on the allocation of alternative assets by European insurers. The paper starts with a brief intro- duction to the Solvency II Directive, focusing on the rules for calculating the Solvency capital requirements (SCR), according to the standard formula. The following empirical analysis en- tails several portfolio optimizations considering six relevant asset classes for the time period from 1993-2013. We derive optimal portfolios with respect to portfolio risk and capital require- ments, and finally combine both optimization problems. Our results suggest that, although the capital charges for real estate and infrastructure assets are not adequately calibrated, a signifi- cant shift of portfolio weights is not expected for the majority of European insurers. However, after Solvency II comes into effect, undercapitalized insurers may often not be capable of hold- ing risk-optimal allocations of alternative assets.

Lombardi, Carlos Roberto, and Daniel Ferreira Falcão. "ESTUDO DE FONTES ALTERNATIVAS E USO RACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA EM EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS." In 17ª Conferência Internacional da LARES. STUDY OF ALTERNATIVE SOURCES AND RATIONAL USE OF ELECTRICAL ENERGY IN REAL ESTATE DEVELOPMENTS . São Paulo, 2017. Distributed Generation; empreendimento imobiliário; Energia Solar; Fontes Renováveis; Geração Distribuída; Photovoltaic System; Real Estate Development; Renewable Sources; Sistema Fotovoltaico; Solar Energy

Com o objetivo de apontar as fontes alternativas e a utilização racional de energia elétrica em empreendimentos imobiliários, o estudo buscou, através de pesquisas bibliográficas, uma análise de diversas fontes de energia renováveis e procurou identificar as que melhor se encaixam para o propósito do trabalho. Três fontes de energia se destacaram para essa finalidade: energia eólica, cuja geração de energia elétrica ocorre através dos ventos, energia solar térmica, que utiliza coletores solares para aquecimento de água e a energia solar fotovoltaica, que produz eletricidade através da incidência da radiação solar. Disponibilizou-se metodologia de análise qualitativa para identificar as oportunidades de geração de energia própria em empreendimentos imobiliários. A fonte que melhor atende as unidades consumidoras para geração de energia elétrica é a fotovoltaica, cuja origem provém de uma reserva natural praticamente inesgotável: o sol. Através da redução de custos de equipamentos e de novos benefícios por parte do governo brasileiro, ela está se tornando cada vez mais acessível. O Ministério das Minas e Energia lançou em dezembro de 2015, um programa de desenvolvimento da geração distribuída de energia elétrica. Ele estimula a geração própria de energia nas unidades consumidoras conectadas à rede de distribuição de energia elétrica. Tem como atrativos incentivos fiscais e sistemas de compensação, aonde se pode guardar na rede de distribuição da concessionária, a energia produzida durante o dia e não consumida. Dessa forma, a rede da concessionária funciona como uma grande bateria que armazena esse energia e a devolve em momentos aonde não ocorre geração própria pelo sistema fotovoltaico, como por exemplo, à noite. Através do uso de produtos e equipamentos com melhor eficiência energética e do dimensionamento adequado dos sistemas fotovoltaicos conectados a rede para implementação em unidades consumidoras de edificações, abre-se uma nova perspectiva no uso de energia renovável, com estímulo significativo às ações de sustentabilidade e uma contribuição de vulto para uma menor agressão ao meio ambiente. Com as ações do governo se intensificando, promovendo mais debates públicos e incentivos, um novo cenário energético se desenha no Brasil. Junta-se a isso a elaboração de novos projetos que contemplem o uso dessa energia e teremos uma grande disseminação da sua aplicação em empreendimentos imobiliários.

de Almeida, Bruna Camila Lima, and Cristina Pereira de Araujo. "Evolução do modo de morar em Recife: uma relação entre arquitetura e mercado imobiliário." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Evolution of the way to live in Recife: a relation between the architecture and the real estate market. São Paulo, 2017. Architecture; Arquitetura; habitação; Habitation; mercado imobiliário; Real Estate Market; Recife

O presente trabalho estuda a relação da arquitetura com o mercado imobiliário na cidade do Recife, fazendo um paralelo entre o valor de uso representado pela primeira e o valor de troca representado pela última. Para esse estudo foi feita uma análise histórica das tipologias arquitetônicas residenciais na cidade desde o início do seu processo de ocupação até a atual produção imobiliária, mostrando as diferentes dinâmicas habitacionais ao longo do tempo e usando como elementos de suporte a legislação de uso e ocupação do solo, a conjuntura econômica e o perfil demográfico. Essa evolução histórica procura facilitar o entendimento dos novos padrões de moradia na cidade e a forma como o mercado imobiliário os promove, evidenciando as diferentes tipologias e seu público-alvo. A partir dessas análises, pode-se, portanto, compreender o funcionamento do mercado imobiliário residencial na cidade do Recife.

Rosa, Rafael Bertazzi Costa, and Cláudio Tavares de Alencar. "Fundos Imobiliários, ativos-alvo e seus respectivos mercados: Galpões Logístico-industriais e Escritórios Corporativos (2013-2016)." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Real Estate Investment Funds, target assets and their respective markets: Logistic-industrial Warehouses and Corporate Offices (2013-2016). São Paulo, 2017. Corporate Offices; elementos-chave; Escritórios Corporativos; FII indicators; fundos de investimento imobiliário (FII); galpões logístico-industriais; indicadores dos FII; key elements; logistic-industrial wharehouses; real estate investment funds (initials FII, in Portuguese)

Através dos Fundos de Investimento Imobiliário (FII), investidores adquirem frações de imóveis, objetivando com isso a obtenção de rendimentos advindos de contratos de locação ou comercialização. Os FII também proporcionam riqueza por meio da valorização das cotas.

Dentre os indicadores que aferem a performance dos FII voltados para a locação estão a Rentabilidade Mensal da Locação, Taxa de Ocupação, Percentual do Ativo Investido em Real Estate e Variação Acumulada do Valor Mensal Médio das Cotas, sendo que esses apresentam-se sensíveis aos resultados mercadológicos de seus ativos-alvo. E considerando que esses ativos estão inseridos em relações de mercado, presume-se a identificação de “elementos-chave” que, aplicados às características dos respectivos segmentos, auxiliam na interpretação dos indicadores.

O objetivo deste estudo é analisar (2013-2016) em que medida a performance dos segmentos dos ativos- alvo dos FII de Galpões e Escritórios influenciaram os resultados de seus indicadores, sendo mandatório também identificar os referidos elementos-chave. Inicialmente, objetivou-se encontrar os indicadores dos FII, divididos em dois grupos conforme seus ativos-alvo, sendo que os FII aqui analisados aportam recursos em somente um tipo de segmento (foram analisados os dez FII negociados na BM&F Bovespa de maior Patrimônio Líquido). O estudo identificou, através de Regressão Linear, a evolução dos indicadores e estabeleceu comparações entre os grupos. Em seguida foram obtidas informações por meio de relatórios acerca das relações mercadológicas dos Galpões e Escritórios, sendo analisados e destacados os seus conteúdos sob o ponto de vista do estudo, de forma que pudessem ser obtidos indicativos que relacionassem as performances dos segmentos com os indicadores dos FII. Por fim, consolidou-se as etapas anteriores, sendo identificados os seguintes elementos-chave: dinâmica da valorização espacial, grau da sincronia entre oferta e demanda marginal e grau de dependência efetiva do espaço físico. Adicionalmente, foram apresentados dados e informações que auxiliassem na sustentação destes elementos-chave.

Machado, Henrique Moreira Früh, Fernanda Flório Cardoso, Juliane de Freitas Battisti, and Anderson Luís Walker Amorin. "GESTÃO HABITACIONAL DO PROGRAMA MINHA CASA E O IMPACTO SOCIAL NA CIDADE DE SANTIAGO/RS." In 17ª Conferência Internacional da LARES. HOUSING MANAGEMENT OF MINHA CASA PROGRAM AND SOCIAL IMPACT IN THE CITY OF SANTIAGO/RS. São Paulo, 2017. desenvolvimento social; Gestão habitacional; Housing management; Minha Casa program; Programa Minha Casa; social development

O contexto social habitacional no Brasil, atualmente, apresenta-se como um dos países mais desiguais do mundo. A falta de moradia, em condições mínimas para viver, reflete nas questões sociais. Buscando amenizar esta situação, foi criado, pela prefeitura de Santiago, RS, no ano de 2001, o Programa Minha Casa, visando atender às famílias que estão em situação de vulnerabilidade social na área de habitação com recursos destinados a construção de unidades habitacionais. Dessa forma, o objetivo desta pesquisa foi analisar os impactos sociais do programa habitacional minha casa para as famílias beneficiárias na cidade de Santiago/RS. A metodologia de pesquisa se caracterizou em um estudo quanti-qualitativo, com a aplicação de questionário, em 42 famílias beneficiadas. A análise dos resultados se deu através de uma abordagem quanti-qualitativa, descrevendo, analisando aspectos de ordem social, como habitação, segurança, acesso à transportes, proximidade de hospitais e postos de saúde. Quanto aos resultados obtidos, o estudo demonstrou que, com a implantação do Programa Minha Casa, houve avanços significativos para as famílias beneficiadas, melhorando a qualidade de vida dos participantes do programa pesquisado. A pesquisa destaca ainda a necessidade de haver maior participação do terceiro setor no programa estudado. Destaca-se ainda que haja necessidade de um incremento na ação social no que diz respeito ao desenvolvimento e promoção das famílias enquanto autonomia financeira.

González, Carlos, and Carlos Marmolejo Duarte. "IDENTIFYING RESIDENTIAL SUB-MARKETS USING INTRAURBAN MIGRATIONS: THE CASE OF STUDY OF BARCELONA’S NEIGHBORHOODS." In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017. Barcelona; dimensional scaling; interaction value; PAM; Submarket

The dynamic evolution of the real estate market, as well as the sophistications of the interactions of the actors involved in it have caused that, contrary to classical economic theory, the real estate market is increasingly being thought of as a set of submarkets. This is because, among other things, the modeling of a segmented housing market allows, on the one hand, to design housing policies that are better adapted to the needs of the population, but on the other hand, it allows the generation of both marketing and supply strategies Oriented to specific population sectors. Such strategies in theory should behave as options with relatively low uncertainty, thus representing an attractive offer to all market players. However, in praxis, the segmentation of the real estate market is usually modeled on the offer. It is therefore that this paper proposes a modeling from observed preferences3 seen through intraurban migrations. In particular, it is proposed to model the market through the interaction value of Coombes, scaling the results in order to visualize the resulting submarket structure from the construction of a PAM (Partitioning Algorithm Medoids).

Marmolejo Duarte, Carlos, Rosa García-Ramos, and Encinas-Pino Felipe. "La importancia de las etiquetas EPC sobre las preferencias residenciales: un análisis para Barcelona." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Importance of EPC labels on residential preferences: an analysis for Barcelona. São Paulo, 2017. análisis conjunto basado en la elección; Barcelona; Choice-based Conjoint analysis; Eficiência Energética; Energy Efficiency; energy performance certificates; mercado residencial; Residential Real Estate Market

En España la Directiva Europea de Eficiencia Energética se ha traspuesto con retraso y ha coincidido de pleno con la crisis inmobiliaria. Por tanto, el análisis de las preferencias de los hogares en relación a la eficiencia energética medida a través de las energy performance certificates es difícil. Para salvar este escollo, en este trabajo utilizamos métodos afiliados a las preferencias declaradas para analizar hasta qué punto la eficiencia energética constituye un atributo relevante en la elección residencial. Los resultados sugieren que si los hogares son informados sobre las repercusiones económicas y ambientales en unidades ilustrativas comprensibles entonces es posible que la política energética tenga los efectos esperados en el mercado inmobiliario; y, por ende, que se forme una sobredisposición a pagar por las viviendas más eficientes.

Encinas, Felipe, Carlos Marmolejo Duarte, Carlos Aguirre, Nicolás Izquierdo, and Javiera Díaz. "Mercado inmobiliario y construcción sustentable: regulaciones, incentivos y percepción de los consumidores en Brasil y Chile." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Real estate market and sustainable construction: regulations, incentives and consumer perception in Brazil and Chile. São Paulo, 2017. certificación energética; Eficiência Energética; energy certification; Energy Efficiency; energy regulation; mercado inmobiliario; real estate; regulaciones energéticas

En la mayoría de los países, la eficiencia energética a nivel residencial ha sido delegada en gran medida a las dinámicas de los mercados inmobiliarios después de regular un nivel mínimo. Esta definición regulatoria en algunos casos se complementa con la incorporación de certificados energéticos. Los casos de Brasil y Chile fueron seleccionados como referentes de mercados inmobiliarios donde los certificados energéticos, si bien existen como instrumento, no son obligatorios de ser aplicados en las transacciones de viviendas. El tema cobra particular importancia debido a que ambos países se ha convertido en referentes para la región en términos de la adopción temprana de regulaciones que afectan el desempeño energético de las viviendas, a la vez de experimentar procesos acelerados de urbanización y boom inmobiliario, que actualmente están viviendo otros países Latinoamericanos. Este artículo busca describir la manera como estos dos países han construido sus marcos regulatorios en torno a la eficiencia energética, en un contexto de economías en vías de desarrollo. Por otra parte, se busca evaluar si este contexto de regulaciones e incentivos ha sido capaz de permear en la demanda, generando una cultura de eficiencia energética en los consumidores. Para esto, se aplicó una encuesta online a cotizantes que están buscando viviendas para comprar, tanto en Brasil como en Chile, con el apoyo de “Mercado Libre”. El estudio muestra que los encuestados de los dos países presentan diferencias a la hora de establecer, tanto los conceptos, impactos de los hábitos y entorno construido como las responsabilidades de la eficiencia energética en la edificación. En esa lógica, se debe destacar que los niveles de información de los encuestados, todos demandantes de vivienda explicarían los niveles de respuestas centrales, asociados a una equipotencialidad más marcada en los encuestados de Brasil que los de Chile.

de Britto, Daniel Pitelli. "O IMPACTO DAS E-PLANETS NA FORMATAÇÃO DE PRODUTOS DE REAL ESTATE – A NOVA ECONOMIA DA DISRUPÇÃO." In 17ª Conferência Internacional da LARES. The Impact Of E-Planets in Real Estate Products - The New Era of Shared and Collaborative Economy. São Paulo, 2017. collaborative platforms; disrupção; Disruption; economia compartilhada; plataforma colaborativa; real estate; shared economy

Este artigo tem como objetivo discutir de forma crítica os impactos na formatação de produtos de real estate causados pelas plataformas colaborativas, e-planets. São abordados principalmente as alterações na geração de receitas e custos, sejam na implantação, venda ou operação. As empresas baseadas em plataformas colaborativas estão redesenhando os modelos de negócio, ganhando espaço rapidamente na sociedade em termos de confiança (para o consumidor) e valor (investidores). Os produtos imobiliários para venda e, principalmente, para renda, estão sendo profundamente afetados por plataformas como AirbnB e Amazon, e novos produtos deverão ser desenhados dada a rigidez do investimento e a velocidade da formação de novos modelos de negócio.

Pereira, Paulo. "O MERCADO DE GALPÕES LOGÍSTICOS E INDUSTRIAIS EM SÃO PAULO E RIO DE JANEIRO: A DINÂMICA DESDE O FINAL DO PERÍODO RECENTE DE PROSPERIDADE ATÉ A CRISE ATUAL, E AS EXPECTATIVAS PARA OS PRÓXIMOS ANOS COM DESTAQUE PARA A VACÂNCIA OCULTA." In 17ª Conferência Internacional da LARES. THE LOGISTICS AND INDUSTRIAL MARKET IN SÃO PAULO AND RIO DE JANEIRO: THE DYNAMICS SINCE THE END OF PROSPERITY UNTIL THE CURRENT CRISES, AND THE EXPECTATIONS FOR THE CLOSE FUTURE HIGHLIGHTING THE HIDDEN VACANCY. São Paulo, 2017. Logistics and industrial market vacancies; mercado de galpões de logística e industriais; São Paulo and Rio de Janeiro warehousing; vacância de galpões de logística e industriais

As mudanças no ambiente econômico brasileiro dos últimos anos, as quais fecharam um período de prosperidade e abriram um período de crise, ainda em curso, vêm impactando nos resultados dos negócios em geral da economia e do real estate em particular. Durante os anos de prosperidade o segmento de galpões industriais e de logística do real estate brasileiro cresceu e se desenvolveu, difundindo o conceito condomínios de galpões com especificações técnicas de alto padrão. No período do primeiro trimestre de 2014 (1T2014) ao segundo trimestre de 2017 (2T2017) o estoque de galpões cresceu de 13,7 milhões de metros quadrados para 19 milhões de metros quadrados no Brasil; sendo de 8,4 milhões de metros quadrados para 11,3 milhões de metros quadrados em São Paulo; e de 1,2 milhão de metros quadrados para 2,1 milhões de metros quadrados no Rio de Janeiro, de acordo com os levantamentos da Buildings. Enquanto a oferta crescia a uma média de 2% ao trimestre no Brasil; 3% ao trimestre em São Paulo; e 4% ao trimestre no Rio de Janeiro, nesse mesmo período, a taxa de vacância aumentou de 17% para 25% no Brasil; de 20% para 28% em São Paulo; e de 7% para 26% no Rio de Janeiro. Sobre esse processo de aumento da oferta e da taxa de vacância há um fenômeno a se destacar: a “vacância oculta”. Ou seja, os terrenos nos quais há projeto aprovado, permitindo aumento da oferta de maneira rápida, pois muitos dos projetos implantados ou em desenvolvimento possuem planos de expansão, como também muitos projetos foram represados após o projeto aprovado, aguardando um melhor momento de mercado.

Minosso, Anariele Maria, Franciele Maria Minosso, Jean Miguel Burgin, Juliane de Freitas Battisti, and Andreas Dittmar Weise. "O uso da bibliometria como ferramenta no auxílio à novas pesquisas em Fundos de Investimento Imobiliário." In 17ª Conferência Internacional da LARES. The use of bibliometrics as a tool to aid new research in Real Estate Investment Funds. São Paulo, 2017. análise bibliométrica; bibliometric analysis; fundo de investimento imobiliário; investimento em imóveis; produção científica; Real Estate Investment; real estate investment fund; scientific production

Fundo de Investimento Imobiliário é uma opção de investimento em ativos financeiros do setor de imóveis, que possibilita investir no ramo imobiliário sem precisar despender grandes quantias em dinheiro. O presente estudo tem como objetivo apresentar uma análise bibliométrica do assunto, com as seguintes informações: quantidade de artigos publicados por ano; periódicos de destaque; principais idiomas usados nos trabalhos; artigos mais citados por outros autores; e total de citações por ano. A metodologia adotada foi a pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, na qual realizou-se uma busca na base de dados Web of Science, com os termos “fundo de investimento imobiliário” e “fundo imobiliário”, nos idiomas português e inglês, no período de 1993 (criação dos FIIs no Brasil) a 2016. Utilizaram-se as ferramentas “analisar resultados” e “criar relatório de citações”, disponíveis na base, e oSoftware Microsoft Excel para ordenar e analisar os dados. A busca resultou em 1.161 publicações, das quais 801 eram artigos. O ano que somou o maior número de publicações foi 2016, com 12,23% do total publicado no período. O periódico com mais trabalhos publicados foi Journal of Real Estate Finance and Economics com 15,48% do total. O idioma predominante foi o inglês, representando 94,38% dos artigos. A produção de maior destaque foi An Econometric Model of Serial Correlation and Illiquidity in Hedge Fund Returns, na autoria de M. Getmansky, A.W. Lo, e I. Makarov, publicado no ano de 2004, e citado 221 vezes. Por fim, a maior quantidade de citações foi 958, ocorrida no ano de 2016. A presente análise contribui para elaboração da revisão teórica de pesquisadores interessados em trabalhar com FIIs, uma vez que possibilita verificar a produção científica existente sobre o assunto, propiciando assim, sustentação para o desenvolvimento de novas pesquisas na área.

Ribeiro, Gabriela Moraes, and Daniel Ferreira Falcão. "Programa Minha Casa Minha Vida: Uma Análise Crítica Sobre os Impactos Econômicos, Financeiros, Urbanísticos e Sociais no Espaço Brasileiro." In 17ª Conferência Internacional da LARES. My House My Life Program: A Critical Analysis on the Economic, Financial, Urbanistic and Social Impacts in Brazilian Space. São Paulo, 2017. Difficulties of PMCMV; Dificuldades do PMCMV; Direito à moradia; Legal order; My House My Life Program; Ordenamento Jurídico; Programa Minha Casa Minha Vida; Right to housing

Este trabalho tem como principal objetivo o estudo legislativo e analítico do Programa Minha Casa Minha Vida. O direito à um lar está codificado em diversas legislações estrangeiras como também, na Constituição do Brasil. No primeiro momento será contextualizado o direito à moradia, as legislações que asseguram esse direito tanto no plano internacional quanto nacional. Apesar do direito à moradia estar inserido na legislação brasileira, tal norma por ser programática, remete como escusa pelo Poder Público para a sua efetiva aplicação. Posteriormente, no segundo momento, será analisado o Programa Minha Casa Minha Vida remetendo-se a uma análise histórica dos programas habitacionais, os principais entraves enfrentados tanto pelos beneficiários do programa – moradias distantes dos grandes centros, ausência de infraestrutura básica e de uma rede de comércios próximo a morada – quanto pelos empresários – atrasos nos repasses financeiros da CAIXA, escassez de recursos econômicos que, consequentemente os levam a construir moradas padronizadas e sem conforto habitacional. Diante disso, apresentam-se soluções jurídicas como a desapropriação de áreas centrais inabitadas, bem como o IPTU progressivo para aqueles que almejam grandes lucros com a especulação imobiliária. Esses respectivos atos poderão solucionar e efetivar de forma plena o direito à morada.

Williams, Joseph W.. "Raising Large-Scale Real Estate Capital from Opportunistic Overseas Deep Value Investors." In 17ª Conferência Internacional da LARES. em larga escala de investidores oportunistas de valor profundo no exterio. São Paulo, 2017. Brasil; Brazil; Emerging Market; Imobiliário; Investimento; Investment; Mercado Emergente; Oportunista; Opportunistic; real estate

This document is market agnostic, meaning that it is applicable to any emerging market and is focused on the investor mindset. Its objective is to provide seekers of capital a window into the mindset of the investor. Often, particularly in markets outside of the US and Europe, real estate asset managers and developers source an interesting investment opportunity and then go out and find capital. This document’s objective is for emerging market based real estate asset managers and investor mindset developers to learn to work in a collaborative way with global investors to source and close investment opportunities. In addition, the document will provide emerging market real estate asset managers and investment minded developers a roadmap of how the global large-scale deep value investor thinks. The hypothesis is that real estate asset managers in markets that are going through transition are better served to think of themselves as product development organizations for a large and specific customer: the opportunistic global investor. This document will cover the five W’s that we learn in the USA in elementary school. Who? What? Where? When? Why? And of course the most important, how? The methodology of this report is not secondary research based on published or already researched. It is based on primary research such as interviews with foreign investors and local developers. The author is an active participant and facilitator of the strategies outlined in this document. The research concludes that, at this time the cycle, there are tremendous opportunities for local real estate emerging market real estate asset managers and investment minded developers who work in a collaborative format with large scale global deep value investors.

Cazassa, Eduardo Fernandes, and Odilon Costa. "Real Estate Indices: the good and the bad." In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017. índices de preços imobiliários, imóveis comerciais, índices hedônicos, Brasil; real estate price indices, office properties, hedonic indices, Brazil

Este estudo tem como objetivo investigar os índices de preços imobiliários disponíveis no mercado brasileiro, avaliar suas utilidades e limitações, e, por fim, sugerir melhorias com base na literatura imobiliária moderna. Os índices imobiliários muitas vezes dependem de fortes pressupostos de qualidade constante e são muito gerais para serem cuidadosamente considerados pelos investidores. As técnicas hedônicas são mais rigorosas do que as medidas de preço médio para controlar a qualidade e local dos ativos que são colocados no mercado em momentos diferentes. Esta pesquisa explica como essas limitações afetam a utilidade dos indicadores disponíveis no mercado brasileiro e como os índices especializados e tecnicamente superiores (e relativamente fáceis de empregar) podem contribuir para melhorar a mensuração do desempenho em mercados imobiliários emergentes. Para isso, utilizamos um conjunto de dados de aluguel de São Paulo para criar dois modelos hedônicos de índice de preços para propriedades comerciais seguindo a literatura existente. Assim, criamos um primeiro modelo que denominamos padrão e um segundo modelo denominado efeito fixo. Demonstramos como o mercado comercial de São Paulo pode ser avaliado com maior critério com base na amostra do estudo além de visualizar os movimentos de mercado recentes. Nossos resultados reforçam que as medidas obtusas disponíveis muitas vezes não conseguem desmembrar aspectos específicos dos ciclos imobiliários, que tendem a ser bastante proeminentes nos mercados imobiliários emergentes.

Ambrósio, Fabiano Barbosa, and Daniel Ferreira Falcão. "REDES DE IMOBILIÁRIAS INTERORGANIZACIONAIS: VANTAGENS DE ASSOCIAÇĀO AS IMOBILIÁRIAS TRADICIONAIS." In 17ª Conferência Internacional da LARES. INTERORGANIZATIONAL REAL ESTATE NETWORKS: ADVANTAGES OF THE ASSOCIATION OF TRADITIONAL REAL ESTATE AGENTS. São Paulo, 2017. Advantage; Benefícios; Compartilhamento de redes; Empreendedores; imobiliárias; Interorganizational Networks; real estate; Redes Interorganizacionais

A ineficiência econômica do poder público brasileiro nos dias atuais tem refletido no setor da construção civil, uma vez que, a população encontra dificuldades de adquirir a casa própria. Além disso, mesmo aqueles que detém a possibilidade da conquista de um imóvel estão cada vez mais exigentes em sua escolha. Com o avanço da tecnologia e consumidores cada vez mais exigentes e sem tempo, as imobiliárias, mesmo as mais tradicionais, estão buscando alternativas para se manterem no mercado e continuarem competitivas. Diante deste fato, o compartilhamento em rede, se mostra vantajoso não somente para as empresas novas, como, também àquelas tradicionais que possuem uma vasta clientela e carteira de imóveis. Desse modo, empreendedores pequenos e recentes no mercado se transformem rapidamente em grandes e capazes, assim como, empresas grandes e antigas possam se reinventar e continuar mostrando seu diferencial.

Ribeiro, Tarcyla Fidalgo. "Regularização fundiária: o nó entre o financeiro e o urbano no Brasil." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Land regularization: the link between financial and urban in Brazil. São Paulo, 2017. financeirização; financialization; gestão de terras; irregularidade; irregularity; Land management; Land regularization; Regularização fundiária

O trabalho pretende discutir o papel da regularização fundiária como ponto central de articulação entre as esferas financeira e urbana sob dois aspectos analíticos: o do ajuste espacial ao qual estão sujeitas as cidades brasileiras e o da efetivação de um mercado secundário de títulos lastreados na propriedade imobiliária. Sob o aspecto do ajuste espacial, pretende-se discutir a importância das cidades na superação de crises de superacumulação, cada vez mais comuns no capitalismo. Neste sentido, pretende-se explorar de que forma a regularização fundiária é um dos pressupostos para a utilização das cidades como uma nova fronteira de investimento e acumulação de capital. Neste viés, se destacam as recomendações das grandes instituições financeiras internacionais no sentido da implementação de um paradigma da governança de terras, e do investimento em grandes obras urbanas, importantes para otimizar a circulação do capital sob o auspício de uma nova hierarquia urbana. Por sua vez, sob o aspecto da efetivação de um mercado secundário de títulos lastreados na propriedade imobiliária, pretende-se discutir a baixa efetividade de todo o arcabouço político e financeiro construído a partir dos anos 90 para alavancar este mercado, a partir da hipótese de que esta situação estaria diretamente ligada com o quadro alarmante de irregularidade fundiária experimentado pelo país. O próprio Ministério das Cidades estima o percentual de irregularidade em mais de 50% e, de fato, sem uma base fundiária regular em termos registrais e titulada com base na propriedade privada, não se consegue sequer acessar o arcabouço político e financeiro para movimentar este possível mercado secundário de títulos lastreados na propriedade imobiliária. A partir destes dois aspectos analíticos, pretende-se finalmente analisar as recentes mudanças no marco jurídico da regularização fundiária no país, a fim de problematizar em que medida a nova legislação fornece os instrumentos adequados para solucionar as questões anteriormente apresentadas e de que maneira estas eventuais soluções se revelam juridicamente adequadas em uma análise sistemática da ordem jurídica urbanística do país.

Oikarinen, Elias, Steven C. Bourassa, Martin Hoesli, and Janne Engblom. "Revisiting the House Price-Income Relationship." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Revisitando o Relacionamento Preço-Rendimento da Casa. São Paulo, 2017. cross-sectional dependence; Dados do paneil; Dependência transversal; Equilíbrio espacial; Heterogeneidade regional; House Prices; Panel Data; personal income; Preços de casas; regional heterogeneity; Renda pessoal; spatial equilibrium

This study undertakes a systematic analysis of the relationship between house prices and personal income by deriving a simple spatial equilibrium model and conducting an empirical analysis using data for the 50 largest U.S. Metropolitan Statistical Areas (MSAs) for the period 1980-2014. In the empirical analysis, we apply state-of-the-art panel data analysis tools, define income in multiple ways, allow for regional heterogeneity, and control for spatial dependence and endogeneity. Both theoretical considerations and empirical findings lead us to conclude that the house price-income ratio is not a good indicator for house price bubbles. We find that the house price-income ratio is not stable in the long run for most cities. In contrast, panel regression models that allow for regional heterogeneity and control for endogeneity yield stationary equations for house prices in most MSAs. Among other findings, we show that it is important to allow for heterogeneity across locations when analyzing the relationship between house prices and income. The findings also have implications for trends in the wealth-income relationship.

da Costa, Fernando Nogueira, Tatiana Rimoli Gzvitauski, Marcel Roberto Sa Dias, Rafael Bertazzi Costa Rosa, and Daniel Herrera Pinto. "Riqueza Imobiliária." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Real Estate Wealth. São Paulo, 2017. behavioral economics; complexidade; Complexity; economia comportamental; economia evolucionária; economia institucional; evolutionary economics; institutional economics; Real Estate Wealth; Riqueza imobiliária

O presente artigo busca estudar a riqueza imobiliária no Brasil através de um novo método de análise econômica. A Economia da Complexidade propicia a integração de diversos insights e escalas de análises interdisciplinares. A hipótese central é que a emergência dos valores de mercado da riqueza imobiliária advém das interações ao longo do tempo entre os participantes do mercado imobiliário brasileiro. Seus diversos comportamentos são moldados por lógicas de ação institucionais. A evolução dinâmica desse sistema de preços de imóveis auto organizado é o resultado das cadeias de interconexões que emergem e submergem em uma rede de relacionamentos entre seus componentes, tanto na formalidade, quanto na informalidade. A riqueza imobiliária é valorizada ou subvalorizada, periodicamente, dentro desse sistema complexo com múltiplos agentes interativos.

Vaca, Gregory. SESSÃO PLENÁRIA 01: Os atrativos e desafios de Investimentos Estrangeiros no Mercado de Real Estate na América Latina In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017.
Nobre, João Adriano P.. SESSÃO PLENÁRIA 02: Habitação de Interesse Social In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017.
de Britto, Daniella Ferrari Toscano. SESSÃO PLENÁRIA 02: Habitação de Interesse Social In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017.
Alves, Tiago. SESSÃO PLENÁRIA 03 – Sala Plenária (2o andar): Economia compartilhada e tecnologia: impactos no mercado de Real Estate In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017.
Ferrari, Marcia. SESSÃO PLENÁRIA 03 – Sala Plenária (2o andar): Economia compartilhada e tecnologia: impactos no mercado de Real Estate In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017.
Marling, Jay. The Attractions and Challenges for Overseas Investment in Latin America In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017.
Eves, Chris. "The impact of aircraft noise and complaints on Brisbane residential property investment performance." In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017. Aircraft noise; aircraft noise complaints; property performance; property prices; Residential Property

Any increase in airport operations or development, with increased flight movements, tends to be an issue in major cities and towns. Whenever such proposals are first advertised there is usually an increased public backlash based on a number of issues such as impact on lifestyle, health as well as the premise that they believe that the value of their residential properties will decrease and it will become more difficult to sell their properties.

Since the early 1970s there have been an increasing number of academic research papers demonstrating that aircraft noise reduces residential property values. At the same time there have also been a number of popular media reports that state value features such as proximity to the CBD, good transport links, access to good schools and services are more important than the location of the house under a flight path or close to an airport. This is particularly the case in very high density cities, with airports close to the major business centres.

This study compares median and average house prices over the period 1988 to 2013; across 36 suburbs of Brisbane to assess the long term impact of aircraft noise on residential property capital growth and volatility. These suburbs cover locations directly under the existing flight paths, areas of differing levels of noise complaints and locations not under flight paths nor subject to aircraft noise complaints. All sales transactions for these suburbs have been analysed to determine if there is any impact of aircraft noise on the long term investment performance of the Brisbane residential property market.

Results show that suburbs under flight paths in Brisbane, Australia subject to aircraft noise on a long term capital gain basis have performed equally, if not better, than less or not affected locations in Brisbane based. On average annual capital returns and risk/return ratios for a range of suburbs from high socio-economic status to low middle socio-economic status have performed at similar levels regardless of location under flight paths. The movement in sales volume from year to year has also been very similar indicating that affected locations do not always result in reduced sales volume activity.

Williams, Steve. Tracking Global Real Estate Capital In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017.
Goodchild, Robin. Transparency in the Global RE Market: Brazil In 17ª Conferência Internacional da LARES. LARES. São Paulo, 2017.
Oikarinen, Elias, Steven C. Bourassa, Martin Hoesli, and Janne Engblom. "U.S. Metropolitan House Price Dynamics." In 17ª Conferência Internacional da LARES. Dinâmica dos preços da casa metropolitana dos EUA. São Paulo, 2017. bolha; Bubble; cross-sectional dependence; dados do painel; Dependência transversal; dinâmica; Dynamics; House Price; Panel Data; preço da casa

Using data for the 50 largest U.S. Metropolitan Statistical Areas (MSAs), this study contributes to the literature on regional heterogeneity in house price dynamics in several ways. We use recent advances in panel econometrics that allow for regional heterogeneity, cross-sectional dependence, and non- stationary but cointegrated data. We formally test for regional differences and explore the relationships between the price elasticity of housing supply and the income elasticity of prices, as well as bubble size and duration. The estimated mean long-term elasticity of house prices with respect to aggregate personal income is 0.86 across MSAs, but varies considerably between cities. Short-term momentum and reversion dynamics also show substantial regional heterogeneity. The dynamics are significantly associated with the price elasticity of housing supply. The long-term income elasticity generally is greater, short-term momentum is stronger, and adjustment towards the long-term fundamental price level is weaker in the more supply-inelastic MSAs. Hence, while house price cycles around long-term fundamental price levels typically are highly synchronized across MSAs within the same region, house price bubbles tend to be larger and longer-lasting in the MSAs with more inelastic housing supply.

Gatti, Ana Paula, and Daniel Ferreira Falcão. "VALOR CONSIDERADO PELOS CLIENTES NOS NOVOS CONCEITOS DE EMPREENDIMENTOS MULTIFAMILIARES." In 17ª Conferência Internacional da LARES. VALUE CONSIDERED BY CUSTOMERS IN THE NEW CONCEPTS OF MULTIFAMILY ENTERPRISES. São Paulo, 2017. case study; empreendimentos multifamiliares; Espirito Santo real state market; estudo de caso; mercado imobiliário capixaba; multifamily endeavors; pesquisas qualitativa e quantitativa; qualitative and quantitative research; valor para o cliente; value for customers

O mercado imobiliário capixaba teve seu cenário transformado a partir de 2007, gerado por diversos fatores, dentre eles, a presença marcante de empresas nacionais deste ramo no Estado do Espírito Santo. Este fato influenciou, significativamente, na mudança dos valores dos novos empreendimentos, que apresentaram conceitos atrelados à segurança, bem-estar e convívio social do cliente, inserindo em seus projetos, por exemplo, o enfoque do lazer clube, com diversas opções de lazer em um único condomínio, e alterações expressivas nas áreas privativas destes empreendimentos, impactando a metragem, tipologia e planta do imóvel. Diante destas alterações, levantou-se a questão do que é, realmente, valorizado em um condomínio em relação às áreas comuns e privativas. Assim sendo, o objetivo principal do trabalho foi entender o que é primordial para os clientes em um condomínio multifamiliar. Para obter a resposta desta questão, foram realizadas análises de dados do mercado, juntamente com um estudo de caso, e pesquisas qualitativa e quantitativa, para avaliar os itens que podem ser considerados diferenciais em um imóvel e apreciados pelos clientes. Diante de todos os estudos levantados, constatou-se que, mesmo que este conceito de lazer clube não seja empregado em um empreendimento, o primordial são quatro itens (piscina, salão de festas, sala de ginástica, churrasqueira), e nas áreas privativas, apesar ser uma grande tendência e oportunidade de compra e investimento lançar apartamentos compactos, compostos por dois quartos, imóveis com ambientes maiores são ainda os mais valorizados, com tipologia de três quartos, uma suíte e duas vagas de garagem. Contudo, vale ressaltar, que estes valores podem ser alterados ao longo do tempo, e por isso que é fundamental fazer uma análise constante do que é desejo no momento da avaliação e aquisição de um imóvel, para que se alcance o que tanto as empresas focam, que é a satisfação dos clientes.

Coutinho, Erik Lorenzon, Daniel Ferreira Falcão, and Flavia Nico Vasconcelos. "VITÓRIA, UMA CIDADE RESILIENTE PARA INVESTIMENTOS EM ATIVOS IMOBILIÁRIOS?" In 17ª Conferência Internacional da LARES. VITÓRIA, A RESILIENT CITY FOR INVESTMENTS IN REAL ESTATE ASSETS? São Paulo, 2017. Cidades Resilientes; Grosvernor Group Resilience Report; Investimento Imobiliário; Real Estate Investment; Relatório de Resiliência Grosvernor Group; Resilient Cities; Vitória-ES

A resiliência das cidades tem sido tratado como aspecto novo e de crescente relevância para o investidor imobiliário. Partindo do conceito de cidade resiliente, nossa proposta é de provocar no investidor imobiliário de longo prazo um olhar mais amplo sobre a cidade onde se quer investir. Entram na perspectiva de análise as características que determinam a sobrevivência, a capacidade de ascensão e também as chances de decadência das cidades. Movimentos tais que inevitavelmente vão trazer consigo a valorização ou desvalorização dos seus ativos imobiliários. O método aqui proposto é analisar a resiliência da cidade, ou seja, o quanto vulnerável ela é pela sua geografia, ambiente, disponibilidade de recursos, infraestrutura e comunidade, e o quanto é capaz de se recuperar de possíveis impactos, dado sua estrutura de governança, qualidade das instituições, capacidade técnica e acesso a recursos financeiros. A análise foi feita com referencial teórico secundário sobre cidades resilientes e utilizou-se como norteador os aspectos de cidades resilientes levantados pelo estudo do Grosvenor Group, bem como o ranking de cidades resilientes feito por eles. Também utilizou referências primárias com documentos da cidade escolhida como nosso estudo de caso - a cidade de Vitória-ES. O estudo indica que a cidade de Vitória- ES mostrou um nível de resiliência compatível com a média nacional brasileira e bem abaixo do nível de outras cidades de países tidos como mais desenvolvidos de acordo com o ranking do Grosvernor Group.