The brazilian eletric regulatory model was passed in march 2004 and brought new rules for hydroeletric generation concessions auctions and for new hydroelectric energy trading. On this new model, the generators may trade the energy produced in two different market environments: Environment for Regulated Trading (ACR), in which the energy is traded among generators and utilities concessionaries and Environment for Free Trading (ACR), in which the energy is traded among generators, big consumers and trading companies. In both environments, there are rules and a market functioning quite distincts, and the decision about the energy amount that will be traded in which environment reflects on the investment risk x return profile. Based on this argue, the reason for this article propose is discuss the energy trading environments and its rules, as well as infer about the relation between energy trading strategy and the economic quality of investment in energy generation.

O modelo regulatório do setor elétrico brasileiro foi instituído em março de 2004 e trouxe novas regras para as licitações de concessões de aproveitamentos hidrelétricos e para comercialização de energia entre agentes do setor. Neste novo modelo, o empreendedor hídrico pode comercializar a energia produzida em dois ambientes de mercado: Ambiente de Contratação Regulada - ACR, onde a energia é comercializada entre geradores e concessionárias de distribuição de energia e Ambiente de Contratação Livre - ACL, onde a energia é comercializada entre geradores e grandes consumidores. Os dois ambientes têm regras e dinâmicas de mercado distintas e a decisão sobre a quantidade de energia a ser comercializiada em cada um dos ambientes reflete no estado do binômio rentabilidade x risco do investimento em geração. Com base nesta premissa, nosso objetivo no artigo é discutir as regras para comercialização da energia do modelo regulatório vigente e auscultar sobre a relação entre a estratégia de comercialização da energia e a qualidade econômica do investimento em geração.