This research refers to the reflexes of tourism in the landscape of Porto Seguro city, in Bahia - Brazil, where tourism is the major economic activity. With a predominant rural occupation until the 70's, the opening of highway BR-101 and BR-364 would lead to a fast and messy urban growth and to an increase of tourism activities. The Prodetur, Program of Growth of Northeast Tourism, arrived in Porto Seguro in the mid 90's, when tourism in the region was decreasing. Through the Prodetur the tourism conditions had an increase but the inexistence of an appropriate urban policy brought out the social problems already existent revealing another Porto Seguro, the Porto Seguro of its residents, the one the tourist can not see. So, in the Porto Seguro of the residents, the reflexes on the landscape are a result of the appropriation of the spaces for housing and survival; in the tourist Porto Seguro, the landscape is a visual resource for sale. Therefore, the main goal of this project is to alert to the necessity of an integrated planning that works with environmental, social and economic variables to harmonize growth with the environmental conservation.

Esta pesquisa avalia os reflexos do turismo na produção do espaço do município de Porto Seguro – Bahia, que tem na atividade turística o seu maior expoente econômico. Dois foram os principais fatores indutores do crescimento turístico na região: o primeiro, teria sido ainda na década de 70 com a abertura da rodovia BR-367, que ligaria o município de Eunápolis (lindeiro ao trecho recém-inaugurado da rodovia BR101) a Porto Seguro; e o outro já na década de 90, seriam os investimentos oriundos da conclusão da primeira fase do Programa de Desenvolvimento do Turismo – Prodetur Nordeste, parte integrante de uma série de políticas públicas direcionadas para o setor turístico, a partir da outorga da Política Nacional de Turismo, em 1992.

Com efeito, o município passou a receber verbas oriundas do Prodetur-NE com o objetivo de fornecer infra-estrutura para o aporte de empreendimentos turísticos na região, gerando, consequentemente, uma valorização turística e mercadológica de porções do município, expressa por um recém consolidado mercado de terras nas áreas de maior valor paisagístico, neste caso, correspondendo às áreas costeiras do município.