The shared or collaborative economy, originally practiced by organizational networks, has been intensifying the need for innovations in productive processes and in business management in search of better standards of competition and productivity. Through this reality many organizations especially the real estate companies, were forced to adopt new forms of work. The sharing and use of technology changes the operational processes and lead companies to adopt new strategies. Organizational networks that share their resources and work in a collaborative way, emerges as a current practice that really improves the results to ensure the survival and competitiveness of companies due the scale increase. This article intends to introduce a critical perspective on the theme of real estate networks and collaborative economy, discussing the most important subjects for its negotiation and structuring. In this study are considered the different viewpoints in the literature that explain the phenomenon using the 21 years of Netimóveis network experience. As a result, is expected to promote a greater understanding about the importance of cooperation, sharing, trust and ethics for the constitution and consolidation of this organizational model.

A economia compartilhada ou economia colaborativa, originalmente praticada pelas redes organizacionais, vem intensificando a demanda por inovações nos processos produtivos e na gestão empresarial em busca de melhores padrões de competição e produtividade. Mediante essa realidade, muitas organizações, notadamente as imobiliárias, se viram obrigadas a adotar novas formas de trabalho. O compartilhamento e o uso da tecnologia mudam substancialmente os processos operacionais e levam as empresas à adoção de novas estratégias. A formação de redes entre empresas que compartilham os seus recursos e atuam de forma colaborativa, surge como uma prática atual que incrementa efetivamente os resultados e pretende, dessa forma, garantir a sobrevivência e a competitividade das empresas por meio do ganho de escala. Esse artigo pretende construir uma perspectiva crítica sobre o tema redes de imobiliárias e economia colaborativa, discutindo os fatores mais importantes para a sua negociação e estruturação. Nesse estudo são confrontadas as diferentes abordagens existentes na literatura que explicam o fenômeno, utilizando os dados e a experiência de 21 anos da rede Netimóveis. Dessa forma, pretende-se promover um maior entendimento sobre a importância da cooperação, do compartilhamento, da confiança e da ética para a constituição e consolidação desse modelo organizacional.