The scarcity of land and buildings, the significant increase in cost of these assets and population concentration in large metropolitan centers in Brazil are increasingly causing people and businesses seek alternatives more cost effective for storage of your goods. In this scenario, in order to meet this demand, emerged in the US, in the 60s, the Self Storages, acronym meaning "self storage".

Considering the alternative investments in Real Estate sector today in Brazil, a growing demand for this type of service and given the current macroeconomic situation we live in, this study aims to evaluate this new Real Estate segment in the metropolitan region of São Paulo, checking that the demand for this type of service versus the current supply and future, and making a comparison with the American market.

In order to achieve these objectives, the work will be grounded by a survey of the current market, through consultation to market players, the industry association and the available data. In addition, assumptions are adopted to realize consistent estimates for demand and future market, in order to understand the segment's potential and attractiveness. Still, we will use as a basis of comparison and analysis, data from more mature markets in this sector, namely the American market, which is already on another level and has increased availability of information.

As a result, the work comes to the conclusion that the current market Self Storage in the metropolitan area of São Paulo is quite inexperienced, sprayed in small businesses, and with infinitely less to offer compared to the market within the United States. But, on the other hand, identifies all major growth drivers for the industry are strongly present in the study area, indicating a promising market for the future. 

A escassez de terrenos e imóveis, o significativo incremento de custo destes ativos e a concentração populacional nos grandes centros metropolitanos do Brasil estão cada vez mais fazendo com que pessoas e empresas busquem alternativas com melhor custo benefício para armazenagem de seus bens. Neste cenário, com o objetivo de suprir esta demanda, surgiram nos EUA, na década de 60, os Self Storage, sigla em inglês que significa “auto armazenamento”.

Considerando as alternativas de investimentos no setor de Real Estate hoje no Brasil, uma demanda crescente por este tipo de serviço e dada a atual situação macroeconômica que vivemos, este trabalho objetiva fazer uma avaliação deste novo segmento do Real Estate na região metropolitana de São Paulo, verificando qual a demanda por este tipo de serviço versus a oferta atual e futura, e realizando uma comparação com o mercado americano.

Visando alcançar tais objetivos, o trabalho será embasado por uma pesquisa do mercado atual, através de consultas aos players de mercado, à associação do setor e aos dados disponíveis atualmente. Além disso, serão adotadas premissas para realizarmos estimativas coerentes para a demanda e mercado futuros, com o objetivo de entender o potencial do segmento e sua atratividade. Ainda, utilizaremos como base de comparação e análise, dados de mercados mais maduros nesse setor, a saber o mercado americano, que já se encontra em outro patamar e possui maior disponibilidade de informações.

Como resultados, o trabalho chega à conclusão que o mercado atual de Self Storage na região metropolitana de São Paulo é bastante inexperiente, pulverizado em pequenas empresas, e com uma oferta infinitamente menor ao comparado com o mercado estabelecido dos Estados Unidos. Mas, em contrapartida, identifica que todos os principais vetores de crescimento para o setor estão fortemente presentes na região estudada, indicando um mercado promissor para o futuro.