Due to the macroeconomic factors, the long period between decision making and conclusion of the enterprise, the risks involved leading up to the end of the sales process and the high capital investment employed, the real estate project should have a profitability above average when compared to other investment possibilities. For sustainable corporate buildings to become attractive among investment expectations, the ability of the enterprise to deliver positive results must be verified, because its sales value, compared to conventional buildings, must be higher should there be additional costs in the implementation so as to equalize the investment made by the developer in sustainable technologies. In this aspect, the percentage values of additional cost of sustainability in Brazil and in the world were researched. However, even when the use of sustainable solutions can help increase sales, it is fundamental for the developer that the economic benefits of develop green buildings be greater than those generated by traditional enterprises. Consequently, the investment quality indicators for definition of economic viability and the benefits that sustainability may bring to the developer, the business as a whole, and to the client/user, must be analyzed. These factors are approached in the present work. In a pessimistic scenario, the concept of investment quality analysis in a sustainable corporate enterprise in the city of Sao Paulo was exemplified through retroactives simulations. Satisfactory economics viability indicators were obtained from economic analysis techniques and, considering premises used by the entrepreneur, it was verified that, in all the elaborated variations, there was economic feasibility in the realization of this type of real estate development.

Devido aos fatores macroeconômicos, ao extenso período que separa a tomada da decisão e a finalização do empreendimento, aos riscos envolvidos até o final do processo de venda e ao alto investimento de capital empregado, o projeto de um empreendimento imobiliário deve ter uma rentabilidade acima da média quando comparado com outras possibilidades de investimento. Para que edifícios corporativos sustentáveis tornem-se atrativos entre as alternativas de investimento, é necessário verificar a capacidade de o empreendimento sustentável oferecer resultados positivos, pois seu valor de venda, comparado com edifícios convencionais, deve ser elevado, caso haja custo adicional na implantação, para equalizar o investimento do incorporador em tecnologias sustentáveis.

Neste sentido, pesquisou-se os valores percentuais de custo adicional da sustentabilidade no Brasil e no mundo. No entanto, mesmo que o emprego de soluções sustentáveis possa auxiliar o aumento de vendas, é fundamental para o incorporador que os benefícios econômicos de se construir um edifício sustentável sejam maiores que os gerados por empreendimentos tradicionais. Devem ser analisados, então, os indicadores da qualidade do investimento para definição da viabilidade econômica e os benefícios que a sustentabilidade pode trazer à incorporadora, a um empreendimento como um todo e ao cliente/usuário. Fatores estes que são abordados no presente artigo.

Em um cenário pessimista, exemplificou-se, através de simulações retroativas, o conceito da análise da qualidade do investimento em um empreendimento corporativo sustentável na cidade de São Paulo para venda. A partir de técnicas de análise econômica, obteve-se indicadores econômicos satisfatórios em todas as variações elaboradas. Considerando premissas utilizadas pelo empreendedor, concluiu-se que houve viabilidade econômica na realização deste empreendimento imobiliário.