The competitiveness of the corporations is directly impacted by their funding decisions to compose their installed capacity (assets demanded in their activities). The corporate real estate is an expressive resource for many companies; for that reason the decisions about this asset must be align in terms of operational, financial and economic issues, to give rise to competitive advantage in the market. This text presents an analysis method to guide the decision whether to invest or not in real estate assets from the perspective of the corporate users and aims to promote the alignment among the support operational needs, corporate strategies, and opportunities of better business outcomes related to the decisions of the real estate resource. This alignment in the analysis is possible by taking into account (i) operational attributes, related to the use of real estate, as well as (ii) financial and economic attributes, which measure the earnings opportunities and the impacts on the balance sheet for the corporations. The method is presented through a case study applied to a pharmaceutical industry to demonstrate the systematic of the method application, as well as the conclusions indicated to this case. This method can be an important tool to support corporate governance guidelines for decisions regarding the corporate real estate portfolio.

A produtividade das corporações depende das suas decisões em relação ao equacionamento de fundos para manter sua capacidade instalada. Focar os recursos financeiros na atividade fim reflete na competitividade das corporações, que estabelece sua relação com o mercado a partir de uma atrativa condição de preço e qualidade de seus produtos frente aos concorrentes. Tendo em vista que o recurso real estate tem importante peso na composição da base instalada das corporações, as estratégias em relação a este recurso precisam estar alinhadas a aspectos operacionais e econômico-financeiros, para refletir em vantagem competitiva. O método apresentado neste artigo tem por objetivo promover este alinhamento nas decisões de imobilização e desmobilização do real estate corporativo, por meio da ponderação de: [i] critérios operacionais, relacionados ao uso do real estate, e [ii] critérios econômico- financeiros, relacionados aos indicadores que medem as oportunidades de ganho, impactos tributários e desoneração do balanço da corporação. O método é apresentado neste artigo por meio de um caso explanatório aplicado em uma indústria farmacêutica brasileira para demonstrar a sistemática do método, assim como as conclusões indicadas para o caso em análise. Este método pode ser uma importante ferramenta de apoio às diretrizes de governança corporativa para decisões em relação ao portfolio de real estate das corporações.