With the constant growth of the world population, and limited resources on the planet, as well as the pursuit of better living conditions without consumption increase, it is necessary to create new methods of utilization of the urban structure ever built. The urban retrofit, one of the solutions to this problem, is commonly defined as the occupation of degraded areas in town – such as misused, abandoned and/or empty ones – and presents great advantage to creating new urban developments and infrastructures, in point of view of urban sustainability. Therefore, this work aims the comparative analysis of two case studies, urban retrofitting projects. The first one is the joint urban operation (OUC) Água Branca, in the city of São Paulo, since 1995 an area wirh substancial transformations in the urban municipality, in order to provide a more densely populated neighborhood, with mixed use, inclusion and social diversity. The second project is the Opération Paris Nord-Est, northern suburbs of Paris, started in 2002 with the purpose of transforming this area away in a new economic and urban centre, through retrofitting existing infrastructure and promoting mixed-use, commercial and residential. The research method included a literature and documents review, consultations, interviews and technical visits. The result is a comparison of two retrofit projects in São Paulo and Paris urban contexts, in terms of similarities and differences between priorities, perspectives, guidelines and urban policies, using urban indicators to quantify comparisons, listing respective advantages and disadvantages of implementation process of urban retrofitting.

Com o constante crescimento da população mundial, e os recursos limitados existentes no planeta, faz-se necessária a criação de novos métodos de aproveitamento da estrutura urbana já construída. O retrofit urbano, uma das soluções a este problema, compreende a renovação urbana e a recuperação de áreas degradadas da cidade – aquelas mal utilizadas, abandonadas e/ou esvaziadas – apresentando grande vantagem frente a criar novas urbanizações e infraestruturas, do ponto de vista da sustentabilidade urbana. Portanto, este trabalho tem por objetivo a análise comparativa de dois estudos de caso, projetos de retrofit urbano. Um deles é a OUC Água Branca, no município de São Paulo, objeto desde 1995 de profundas transformações urbanas pela municipalidade, na intenção de propiciar um bairro mais densamente povoado, com uso misto, inclusão e diversidade social. O outro projeto é a Opération Paris Nord-Est, nos subúrbios ao norte de Paris, iniciado em 2002 com o propósito de transformar esta área afastada em um novo centro econômico e urbano, através do retrofit da infraestrutura existente e promovendo uso misto, comercial e residencial. A metodologia para a coleta de informações compreendeu uma revisão bibliográfica, pesquisa documental, bem como consultas, entrevistas e visitas técnicas. O resultado é uma comparação entre dois projetos de retrofit urbano, nos contextos de São Paulo e de Paris, em termos de semelhanças e diferenças entre prioridades, perspectivas, diretrizes e políticas urbanas, valendo-se de indicadores urbanos para quantificar as comparações, e pontuando as respectivas vantagens e desvantagens do processo de implementação do retrofit urbano.