The objective of this study is to evaluate in which level the macroeconomic behavior perception affected the expansion of new stock supply from industrial business parks. This study will also evaluate the adherence of economic indicators, which are capable to express the macroeconomic performance in a given period.

In the proposed work it is evaluated the relationship between the increase in the new stock supply of industrial business parks, measured in square meters of constructed area, and macroeconomic indicators from the Brazilian economy making use of a simple linear regression analysis. Making use of this statistical tool we can understand to which level the behavior of macroeconomic indicators are mainly relevant in the expansion of new stock supply of industrial business parks as it is structured a linear simple regression model. It seeks to understand the relationship between these macroeconomic indicators, which play the role of exogenous variables or independent variables; and the effective expansion of new stock supply of industrial business parks, which is the endogenous variable or the dependent variable on the model.

The selected macroeconomic indicators are: Gross Domestic Product (GDP), inflation (IPCA) and the interest rate (Selic).

The simulations performed in this study make possible to conclude that among 3 selected variables, only the GDP and the interest rate (Selic) can be statistically validated as variables which can provide a linear relationship with the expansion of new stock with a confidence of 95 %. However, despite in this model the inflation rate cannot be statistically validated as a variable able to influence the expansion of new stock supply, this variable have shown an inverse relationship with the expansion of new stock supply.

O objetivo deste estudo é avaliar em que medida a percepção do comportamento macroeconômico influenciou a expansão da oferta do novo estoque de condomínios industriais. O presente estudo irá avaliar a aderência de indicadores econômicos, que sejam capazes de expressar a performance macroeconômica em um determinado período.

No trabalho é avaliada a relação entre o aumento da oferta do novo estoque de condomínios industriais, em metros quadrados de área construída, e variáveis macroeconômicas da economia brasileira por meio de uma análise de regressão linear simples. Utilizando esta ferramenta estatística procurou-se entender em que medida o comportamento de indicadores macroeconômicos são fundamentalmente relevantes no comportamento da expansão do novo estoque de condomínios industriais. É estruturada uma regressão linear na qual se busca compreender a relação existente entre estes indicadores macroeconômicos, que desempenham o papel das variáveis exógenas ou variáveis independentes; e a efetiva expansão da oferta do novo estoque de condomínios industriais, que é a variável endógena ou variável dependente do modelo.

Os indicadores macroeconômicos selecionados são: o Produto Interno Bruto (PIB), a taxa de inflação (IPCA) e a taxa de juros (Selic).

As simulações realizadas no trabalho permitiram concluir que dentre os 3 indicadores selecionados, apenas o Produto Interno Bruto e a taxa de juros (Selic) podem ser estatisticamente validadas como varáveis capazes de apresentar uma relação linear com expansão do novo estoque com um índice de confiança de 95%. No entanto, apesar de neste modelo a taxa de inflação (IPCA) não ser validada estatisticamente como uma variável capaz de influenciar a expansão da oferta do novo estoque, esta variável demonstrou apresentar uma relação inversamente proporcional com a expansão da oferta do novo estoque.