With the advent of the information technology and the internet, many markets have been shaken by the intensive use of new technologies that have generated countless value innovations, fostering the emergence of new and disruptive business models. However, the real estate development market, although avid consumer of technology in the areas of design, engineering, construction and marketing, is at an undeveloped stage regarding the application of technology in the optimization and innovation of existing processes, and consequently, of existing business models. These new and disruptive business models have provided huge wealth creation, not only for its investors and entrepreneurs, but also for all market participants, through unprecedented productivity gains and economies of scale, and apparently without limits. In the real estate development market, it is no different. In addition to the developers, there are gains to consumers through better prices and products better suited to their needs; to landowners, through increased liquidity for their properties; to investors, through higher return on their investments; to lenders, through increased lending volumes and attractiveness; and, ultimately, to society as a whole. This paper aims to identify these benefits to the real estate development business, analyzing it through the lens of the value innovations offered by the technology available today, especially the internet and the Building Information Modeling (BIM), to propose alternative business models, compare them with the current models and evaluate the potential gains. This comparative analysis is done through some of the main key performance indicators obtained in the feasibility study of the same project carried out in each model, keeping constant the net margin at present value across the scenario simulations, and checking the effects produced by the changes made in the operation, in terms of reducing the price of real estate and increasing the return on investment of the developer.

Com o advento da tecnologia da informação e da internet, inúmeros mercados foram sacudidos pelo uso intensivo de novas tecnologias que geraram incontáveis inovações de valor, dando ensejo ao aparecimento de novos e disruptivos modelos de negócio. Entretanto, o mercado de incorporação imobiliária, embora ávido consumidor de tecnologia nas áreas de projeto, engenharia, construção e marketing, encontra-se ainda em um estágio pouco desenvolvido no que tange à aplicação da tecnologia na otimização e inovação dos processos existentes, e, consequentemente, dos modelos de negócio existentes. Esses novos e disruptivos modelos de negócio têm proporcionado enorme geração de riqueza, não somente para seus investidores e empreendedores, mas para todos os participantes do mercado, através de ganhos de produtividade e economias de escala sem precedentes, e aparentemente sem limites. No mercado de incorporação imobiliária não é diferente. Além dos incorporadores, há ganhos para os consumidores, através de melhores preços e produtos mais adequados às suas necessidades; para os proprietários de terrenos, através de maior liquidez para seus imóveis; para os investidores, através de maior retorno para seus investimentos; para os financiadores, através de maior volume e maior atratividade dos financiamentos; e, em última instância, para toda a sociedade. Este trabalho visa a identificar esses benefícios para a atividade de incorporação imobiliária, analisando-a pelas lentes das inovações de valor proporcionadas pela tecnologia, especialmente a internet e o BIM, para propor modelos de negócio alternativos, compará-los com os modelos atuais e avaliar os potenciais ganhos. Essa análise comparativa é feita através do estudo de viabilidade de um mesmo empreendimento realizado em cada um dos modelos, mantendo-se constante a margem líquida a valor presente nas simulações de cenários, e verificando-se os efeitos produzidos na operação, em termos de redução do preço dos imóveis e aumento do retorno sobre o investimento do incorporador.